“Hoje tive a oportunidade de visitar o Hospital Amadora Sintra e ainda o Hospital Lusíadas de Lisboa. É essencial ouvir os médicos e conhecer as diversas realidades e formas de trabalho.

Acredito que o Sistema de Saúde Português tem que ser visto como um todo, sem barreiras ideológicas entre o sector público e o sector privado. Os médicos devem ter condições para tratar os seus doentes em segurança. A Ordem dos Médicos é o garante da prestação de cuidados de qualidade.

As próximas eleições são muito importantes face ao momento actual. É essencial encontrar pontos de convergência e de diálogo, que permitam construir um futuro melhor.

Existe uma enorme vontade de mudança. Temos nas mãos a oportunidade de reestruturar o Sistema. Todos os contributos são importantes. Os jovens médicos merecem manter uma formação de qualidade. Tem que haver espaço para a investigação e para novos projetos.

É o momento de lutar por uma medicina moderna, inovadora. Uma medicina de proximidade, que coloque o doente no centro de todas as decisões.

Não abdicaremos de trabalhar em equipa, com entrega e dedicação, integrando toda a aprendizagem de 2 anos de pandemia. Temos que replicar modelos de gestão eficazes. Os problemas estão identificados. É hora de implementar as medidas necessárias para optimizar o Sistema de Saúde como um todo, valorizando a Medicina Preventiva e dando resposta a todos os doentes crónicos e com comorbilidades.

A lista “Despertar à Mudança” está determinada em trazer ganhos e melhorias para a Ordem dos Médicos.

21/09/2022

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.