Dia 07 de maio é a data em que se assinala o Dia Mundial da Espondilite Anquilosante, uma doença reumática inflamatória crónica que afeta entre 50 a 80 mil portugueses diagnosticados e por diagnosticar.

A espondilite anquilosante atinge principalmente as articulações da coluna vertebral. Ao contrário de outras doenças reumáticas, são os jovens adultos, sobretudo homens, que mais sofrem da doença. Em geral, manifesta-se antes dos 45 anos, surgindo de modo gradual sob a forma de dor e rigidez lombares (região inferior das costas) que se agudizam com o repouso e se atenuam com atividade física, podendo em alguns casos atingir outras articulações, em particular as ancas e os ombros.

O diagnóstico precoce e atempado é fundamental para alterar o prognóstico e evolução da doença, tornando-o necessariamente mais favorável. Contudo, em Portugal, este diagnóstico é feito, muitas vezes, tardiamente após os primeiros sintomas o que se traduz numa evolução negativa da doença podendo levar ao desenvolvimento de uma anquilose, uma fusão das vertebras, conduzindo a uma incapacidade severa do doente.

Alertar para a importância do diagnóstico precoce, com vista a uma mais rápida aplicação de terapêuticas apropriadas à doença e aos doentes, contribuindo para uma melhoria do estado de saúde das pessoas portadoras de espondilite anquilosante, é um dos objetivos da Associação Nacional da Espondilite Aquilosante (ANEA). Desta forma, a ANEA espera contribuir para a melhoria da qualidade de vida, reduzindo a incapacidade e o absentismo laboral dos doentes, e para a diminuição dos custos diretos e indiretos associados à doença.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.