Entre os infetados estão 555 trabalhadores do setor da saúde e 388 menores, disse o ministro da Saúde ucraniano, Maxim Stepánov, na rede social Facebook.

Além disso, 1.587 cidadãos foram hospitalizados nas últimas 24 horas.

A capital, Kiev (1.083 casos), e Dniepropetrovsk, cidade no centro leste (740), registaram o maior número de novas infeções.

Nas últimas 24 horas, o país contabilizou ainda 172 mortes provocadas pelo novo coronavírus, elevando o total de óbitos para 9.317.

Desde o início da pandemia, a Ucrânia registou 512.652 casos confirmados de coronavírus.

O Presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, que anunciou esta semana que estava com covid-19, foi hospitalizado na quinta-feira, embora continue a trabalhar no quarto e tenha apenas sintomas leves, disse a sua porta-voz, Julia Mendel.

O Governo ucraniano decretou na quarta-feira a quarentena para os próximos três fins de semana, para tentar impedir a disseminação da covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.285.160 mortos em mais de 52,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.