“A vacina da Moderna foi aprovada de forma esmagadora. A distribuição vai começar imediatamente”, escreveu Trump, numa altura em que a Agência Norte-Americana de Medicamentos (FDA) ainda não deu “luz verde” para a comercialização.

A decisão da FDA está prevista para ainda hoje, após a recomendação, quinta-feira, por um comité de especialistas, da autorização da comercialização da vacina.

O vice-Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que estava a ser vacinado com o medicamento da Pfizer minutos após o anúncio de Trump, assumiu que ainda se está a aguardar pela aprovação formal da vacina da Moderna.

“Temos uma, e talvez em algumas horas, duas vacinas seguras e eficazes contra o coronavírus. Quando aprovada, o que esperamos ainda hoje, estaremos em condições de enviar vacinas para todo o país na próxima semana”, acrescentou.

A vacina da Moderna foi considerada segura e eficaz pela FDA, num resumo dos dados divulgados no início desta semana, deixando poucas dúvidas sobre sua futura autorização.

A análise publicada confirmou uma eficácia média de 94,1%.

O Governo norte-americano comprou previamente 200 milhões de doses da vacina da Moderna.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (310.325) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 17,1 milhões) em todo o mundo.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.649.927 mortos resultantes de mais de 74,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.