Em declarações à Lusa, a porta-voz da Marinha adiantou que os casos foram identificados na terça-feira na Corveta António Enes após terem sido feitos testes rápidos.

“Trinta e cinco testaram positivo e outros 34 negativo. Todos estão vacinados e tinham sido testados antes do início da viagem”, adiantou Nádio Rijo, acrescentando que os infetados têm sintomas ligeiros e encontram-se a fazer a quarentena a bordo da Corveta.

A porta-voz da Marinha Portuguesa disse que o navio tem condições para isolar os militares e, portanto, encontram-se todos na Corveta a cumprir isolamento e a ser monitorizados.

De acordo com a Nádia Rijo, não há qualquer impedimento operacional, uma vez que a missão continua a ser assegurada pelo NRP Mondego.

Questionada sobre se existem mais casos em embarcações da Marinha portuguesa, Nádia Rijo referiu que têm sido registados casos pontuais.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.