Em causa está a residência para seniores Amera.

Em declarações aos jornalistas na conferência de imprensa trissemanal de balanço sobre a pandemia de COVD-19 no país, Rui Portugal acrescentou que seis profissionais da estrutura residencial também testaram positivo e que o óbito do utente ocorreu no hospital, sendo que seis utentes permanecem internadas.

Numa resposta escrita enviada à agência Lusa, fonte da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) referiu que a situação da residência Amera “está a ser acompanhado pela autoridade de saúde local e pela direção da instituição".

“Como é habitual, a autoridade de saúde local determinou as medidas de Saúde Pública adequadas à situação, tendo em consideração as orientações da DGS (Direção-Geral da Saúde), nomeadamente a desinfeção do edifício, testagem e confinamento/isolamento profilático”, sublinha a nota.

Por seu turno, contactada pela Lusa, fonte da direção da Amera remeteu informações para os dados divulgados pela DGS, mas ressalvou que os familiares dos utentes “são informados diariamente de tudo aquilo que se passa na instituição”.

A pandemia de COVID-19 já provocou mais de 501 mil mortos e infetou mais de 10,16 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.568 pessoas das 41.912 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.