Mais de 1.853.300 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 193 países e territórios, desde o início da epidemia.

Este número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número real de contaminações, com muitos países a testarem somente os casos que precisam de tratamento hospitalar. Entre estes casos, pelo menos 395.000 são hoje considerados curados.

Portugueses estão a cumprir a quarentena. Estas fotos de drone mostram-no
Portugueses estão a cumprir a quarentena. Estas fotos de drone mostram-no
Ver artigo

Os Estados Unidos, que registaram a primeira morte associada ao coronavírus SARS-CoV-2 em fevereiro, são o país mais afetado, tanto em número de mortes, como de casos, com 22.109 mortes, em 557.590 casos. Pelo menos 41.831 pessoas foram declaradas curadas da COVID-19.

A seguir aos Estados Unidos, os países mais afetados são Itália, com 19.899 mortes, em 156.363 casos, Espanha, com 17.489 mortes (169.496 casos), França, com 14.393 mortes (132.591 casos) e Reino Unido, com 10.612 mortes (84.270 casos).

A China (sem os territórios de Hong kong e Macau), onde a epidemia teve início no fim de dezembro, contabilizou oficialmente 82.160 casos (108 novos entre domingo e hoje), incluindo 3.341 mortes (duas novas) e 77.663 curados.

A Europa totalizava hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa) 78.152 mortes, em 942.340 casos, os Estados Unidos e o Canadá 22.857 mortes (581.883 casos), a Ásia 4.989 mortes (140.154 casos), o Médio Oriente 4.901 mortes (101.742 casos), a América Latina e as Caraíbas 2.778 mortes (64.924 casos), África 791 mortes (14.440 casos)e a Oceania 71 mortes (7.825 casos).

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelos escritórios da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 535 mortes, mais 31 do que no domingo (+6,2%), e 16.934 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 349 (+2,1%).

Dos infetados, 1.187 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 277 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

Como proteger as mãos das lavagens frequentes?

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.