Dos novos casos, 4.456 são assintomáticos. Desde o balanço mais recente, morreram na Rússia 229 pessoas com COVID-19 em 84 regiões.

A maioria dos contágios aconteceu na capital, Moscovo (4.455), onde há mais 1.072 pessoas hospitalizadas nas últimas 24 horas, seguindo-se São Petersburgo, com 709 novos casos.

O presidente da câmara de Moscovo, Serguei Sobianin, afirmou que o número de novos contágios diários estabilizou, esperando que atinja o pico para depois começar a diminuir.

O Presidente russo, Vladimir Putin, descartou para já a adoção de medidas restritivas a nível nacional como aconteceu na primavera.

Em Moscovo, a autarquia decretou que pelo menos 30 por cento dos trabalhadores esteja em teletrabalho nas empresas e organizações em que isso seja possível e recomendou às pessoas com mais de 65 anos e doentes crónicos que fiquem em casa.

A pandemia de COVID-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 42,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.