“Para refletir a tradição chinesa do amor e do cuidado aos idosos” as autoridades vão iniciar “o projeto de distribuição de ‘kits de apoio ao combate à epidemia para idosos’ para incentivar a vacinação”, com “o objetivo de alcançar a imunidade coletiva”, pode ler-se no comunicado.

Apenas a população com mais de 65 anos e que tenha recebido duas doses da vacina antes de 30 de junho pode receber os ‘vouchers’. A única exceção é feita aos idosos que comprovem “que não se encontram em condições de saúde adequadas à vacinação”.

O ‘kit de apoio’ pode ser levantado entre 12 de maio e 30 de junho.

A iniciativa, organizada pela Fundação Macau, Serviços de Saúde e Instituto de Ação Social, soma-se aos apelos das autoridades para que a população mais velha seja vacinada.

Apesar de a vacinação ter começado no primeiro trimestre de 2021, até final do ano passado pouco mais de 12% dos idosos com mais de 80 anos estavam vacinados.

Atualmente, Macau tem 85% da população vacinada com pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19. Contudo, a taxa de vacinação não chega aos 70% a partir dos 60 anos.

Macau, um dos primeiros territórios a ser atingido pela pandemia, registou até à data 82 casos de covid-19, tendo mantido desde o início de 2020 fortes restrições à entrada o território.

O Governo de Macau tem frisado que só uma elevada taxa de vacinação permitirá flexibilizar as medidas de controlo fronteiriço, que têm tido impacto negativo no turismo, praticamente a única indústria no território.

A covid-19 provocou mais de seis milhões de mortos em todo o mundo desde o início da pandemia.

A doença é causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.