“Perdemos 229 dos nosso compatriotas devido à covid-19 nas últimas 24 horas”, afirmou a porta-voz do Ministério da Saúde, Sadat Lari, durante o ‘briefing’ diário à imprensa, o que aumenta o número total de mortes no pais devido à pandemia para 14.634.

O anterior recorde de mortes pelo novo coronavírus no Irão, no país mais afetado do Médio Oriente, foi registado a 09 de julho, com 221 mortes.

A pandemia do novo coronavírus parece estar em crescimento novamente no país, tanto a nível de mortes como de novos casos.

Segundo Lari, 2.625 pessoas testaram positivo para a covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o número total de infeções para 278.827 na República Islâmica.

Face ao ressurgimento da doença, as autoridades tornaram obrigatório o uso de máscaras em locais públicos fechados e restabeleceram restrições nas províncias mais afetadas, incluindo a capital.

As autoridades iranianas começaram, em abril, um levantamento gradual das medidas de restrição, na tentativa de reavivar a economia do país, já sufocada antes da crise sanitária pelas sanções dos Estados Unidos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 606 mil mortos e infetou mais de 14,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.