Durante a operação, que decorreu entre 09 e 13 de abril e que teve como principal objetivo garantir o cumprimento do estado de emergência, decretado devido à pandemia da COVID-19, foram efetuadas 245 operações de trânsito e 695 operações de fiscalização nesta área.

Em comunicado o Cometlis refere que foram fiscalizadas 120.226 viaturas e 48.641 cidadãos e indica que foram efetuados 109 contactos “com casos de violência doméstica já conhecidos, dos quais resultaram quatro detenções”.

Devido ao estado de emergência, que vigora desde 19 de março, durante o período da operação “Páscoa em Casa” foram proibidas, sem justificação válida, as deslocações para fora dos concelhos de residência dos cidadãos de modo a prevenir comportamentos de risco que contribuíssem para a disseminação do novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19.

A nível nacional, foram detidas pela PSP e pela GNR 87 pessoas nesta operação, das quais 15 com COVID-19 e que estavam na rua.

Numa conferência de imprensa conjunta realizada na terça-feira para divulgar os dados da operação “Páscoa em Casa”, a GNR referiu que realizou 9.565 ações de fiscalização e de sensibilização, das quais resultaram o encerramento de 118 estabelecimentos e 21 detenções, uma das quais por violação da obrigação de confinamento.

Por sua vez, a Polícia de Segurança Pública, que atua nas grandes cidades e nas capitais de distrito, realizou 7.400 operações e deteve 66 pessoas durante este período.

A nível global, a pandemia de COVID-19 já provocou quase 127 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Portugal regista 599 mortos associados à COVID-19 em 18.091 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.