O inquérito, realizado entre 02 e 22 de novembro e com 217 respostas válidas, conclui, segundo um comunicado da associação, num total de 836.500 utilizações, foram contabilizados apenas 284 casos de covid-19.

"No decurso desta semana, foram realizadas várias inspeções em mais de 20 clubes espalhados por Portugal Continental. Em nenhum dos locais visitados foi levantada qualquer contraordenação. Portanto, a ASAE certificou que todos os clubes alvo de escrutínio demonstraram cumprir escrupulosamente as regras emanadas pela Direção-Geral da Saúde, entidade com a qual o setor mantém uma comunicação assídua e colaborativa", afirma a associação.

A AGAP considera ainda que, do ponto de vista económico e financeiro, "os números do setor são assustadores" e alerta que tem decrescido o número de portugueses a praticar atividade física.

"No segundo trimestre do ano, o setor do fitness e saúde já havia apresentado um decréscimo de faturação e frequência acima dos 85%. Analisados os dados mais recentes, conclui-se que a pandemia está a arrasar o setor e a hipotecar a saúde dos portugueses, que ao deixarem de praticar exercício físico terão, entre outras complicações, a baixa de defesas do seu sistema imunitário", alerta a associação, que mostra que em 185 clubes inquiridos, em território continental e insular, verificou-se a diminuição de 37% de novas inscrições e os cancelamentos aumentaram 32%.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.