Vários países, incluindo França, Reino Unido, Japão e Coreia do Sul, já enviaram material médico para China, indicou a porta-voz Hua Chunying.

A epidemia na China, que surgiu em Wuhan - capital da província de Hubei - já matou mais de 360 pessoas e o país regista mais de 17.000 casos, de acordo com o balanço mais recente.

Quando operam com capacidade total, as fábricas chinesas produzem quase 20 milhões de máscaras por dia, segundo o ministério da Indústria.

Além de Hubei, várias províncias e cidades da China tornaram obrigatório o uso de máscaras, enquanto aumentam os temores de propagação do vírus.

A medida está em vigor na província de Guangdong, a mais populosa da China, com mais de 110 milhões de habitantes, assim como em Sichuan, Jiangxi, Liaoning e na cidade de Nankin. No total, mais de 300 milhões de pessoas devem usar máscara nas ruas.

O único apelo feito por Pequim por ajuda internacional aconteceu em 2008, quando um terremoto devastador provocou mais de 80.000 mortos e desaparecidos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.