Este serviço de emergência e socorro existe no distrito há dez anos e era feito num veículo com 15 anos, o único disponível para acorrer a toda a região com distâncias superiores a cem quilómetros, em alguns concelhos, dificultadas por condições adversas, como o gelo no inverno, e estradas sinuosas.

A região continua a ter apenas uma viatura estacionada no Hospital de Bragança, mas com melhores condições, segundo informação divulgada hoje pela Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, a responsável pelos cuidados no distrito de Bragança. “Esta nova viatura, com tração nas quatro rodas, adapta-se melhor às características da região, principalmente durante o inverno, em que as equipas de emergência, compostas por um médico e um enfermeiro, percorrem estradas sinuosas com condições climatéricas adversas, para garantir o socorro às vítimas”, indicou a ULS do Nordeste.

Aquela entidade cita o enfermeiro coordenador da VMER, Norberto Silva, para sublinhar que “era uma necessidade substituir a anterior viatura de emergência, com cerca de 15 anos e um largo número de quilómetros, o que exigia um esforço acrescido da parte dos profissionais de saúde para chegar o mais rápido possível ao local das ocorrências sem porem em causa a sua própria segurança”.

A VMER está ao serviço das populações dos 12 concelhos do distrito de Bragança há 10 anos, assinalados em março passado. Dados dos responsáveis indicam que este meio de emergência médica pré-hospitalar “está disponível todos os dias da semana, 24 horas por dia, com uma taxa de operacionalidade na ordem dos 100 por cento”.

De acordo ainda com as estatísticas oficiais, nos dez anos de funcionamento, a VMER de Bragança “regista cerca de 750 saídas por ano, o que se traduz numa média de duas saídas por dia”.

A ULS do Nordeste indicou ainda que “o tempo de chegada às vítimas varia entre um minuto e cerca de uma hora, tendo em conta a dispersão geográfica do distrito de Bragança, sendo o tempo médio de chegada deste meio de emergência de 15 minutos”.

A maioria das ocorrências estão relacionadas com situações de paragem cardiorrespiratórias, seguem-se os casos de trauma, problemas do foro respiratório graves e Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC).

A ULS do Nordeste esclarece ainda que as VMER são veículos de intervenção pré-hospitalar destinados ao transporte rápido de uma equipa de emergência ao local onde se encontra o doente.

O seu principal objetivo consiste na estabilização pré-hospitalar e no acompanhamento médico durante o transporte de vítimas de acidente ou doença súbita em situações de emergência.

A equipa de um médico e um enfermeiro dispõe de equipamentos de Suporte Avançado de Vida.

As VMER estão localizadas nos hospitais e são ativadas através do número 112, cabendo aos Centros de Orientação de Doentes Urgentes do INEM decidir se se justifica a intervenção das mesmas, mediante o relato das ocorrências que chegam ao número nacional de emergência.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.