A Universidade de Bath, no Reino Unido, o Centro Mundial para a Boa Governança na Luta Contra o Fumo, na Tailândia, e a União Internacional contra a Tuberculose e Doenças Respiratórias, em Paris, vão dirigir "de forma coletiva um novo grupo mundial de vigilância da indústria do cigarro chamado "STOP".

O tabaco faz rugas e estrias, mas não só. 10 motivos para abandonar este vício
O tabaco faz rugas e estrias, mas não só. 10 motivos para abandonar este vício
Ver artigo

"Juntos podemos contribuir para salvar muitas vidas", disse Michael Bloomberg à AFP.

Este grupo publicará relatórios de estudos com detalhes sobre as "estratégias enganosas" da indústria do tabaco e proporcionará ferramentas e material de treino para países de baixo rendimento que desejem combater este vício.

"O STOP protegerá os consumidores revelando as manobras da indústria do cigarro, incluindo a  mercadologia direcionada para os jovens", disse Michael Bloomberg, embaixador da Organização Mundial de Saúde (OMS) para doenças não contagiosas e fundador da Bloomberg Philanthropies.

Michael Bloomberg
Michael Bloomberg, fundador da Bloomberg créditos: AFP

A organização garante ter investido quase mil milhões de dólares desde 2007 na luta contra o tabaco em todo o mundo.

"A indústria do tabaco é um grande obstáculo na luta mundial contra as mortes prematuras por cancro e doenças cardíacas", destaca o médico Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, no comunicado da fundação.

Segundo a OMS, quase 80% dos mais de mil milhões de fumadores vivem em países de baixo rendimento e a epidemia de tabagismo mata mais de 7 milhões de pessoas por ano.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.