A notícia é avançada pelo jornal Público esta quarta-feira (08/02).

O médico urologista que toma posse como Bastonário da Ordem dos Médicos esta quarta-feira (08/02) quer que as consultas passem a obedecer a quatro critérios: necessidade de fazer exames, tirar dúvidas do doente, explicar-lhe tudo o que vai ser feito e ter em conta eventuais problemas informáticos.

Em declarações ao jornal Público, Miguel Guimarães considera que a duração atual das consultas "é muito curta" e há muita "pressão" sobre os médicos, para que atendam os doentes em pouco tempo.

O novo bastonário acusa ainda as unidades de saúde de "grande abuso" ao marcarem consultas com "vários doentes em tempos simultâneos ou com intervalos muito curtos".

Miguel Guimarães entende que é preciso "aliviar a pressão", definindo um tempo mínimo de consulta e contratando mais profissionais para o Serviço Nacional de Saúde.

Veja ainda: As frases mais ridículas ouvidas pelos médicos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.