Na operação contra a fraude alimentar, a ASAE apreendeu, por exemplo, 19.700 quilogramas de carne (e produtos à base de carne), 13.400 de pescado, 1.200 de fruta e 809 de produtos lácteos, entre outros alimentos.

De acordo com o comunicado da ASAE, divulgado esta sexta-feira, foram também apreendidos 5.200 litros de bebidas espirituosas e 42 litros de água mineral e 63 litros de vinho.

Falta de segurança alimentar e má rotulagem

Em causa estiveram infrações no âmbito da segurança alimentar, da legislação do setor, da rotulagem e dos direitos de propriedade industrial, que poderiam pôr em risco o consumidor final.

A operação internacional, na qual a ASAE participou pelo terceiro ano consecutivo, decorreu entre dezembro e janeiro últimos, com ações de inspeção junto de diversos operadores económicos nacionais da área alimentar ao longo de todo o circuito produtivo e comercial.

A ação, denominada OPSON (operação conjunta da Interpol e da Europol) tem como objetivos “identificar e desmantelar redes de crime organizado envolvidas na produção e/ou comercialização de produtos alimentares objeto de práticas fraudulentas; reforçar a cooperação entre diferentes entidades e sensibilizar os cidadãos para os perigos associados à fraude alimentar, particularmente decorrentes da falsificação de géneros alimentícios”, diz-se no comunicado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.