Em mais uma operação de defesa da segurança alimentar e do consumidor, a ASAE através da sua Unidade Nacional de Informações e de Investigação Criminal realizou uma investigação no âmbito do combate aos crimes de contrafação, uso ilegal de marca e venda de artigos contrafeitos, explica o organismo em comunicado.

10 coisas que já devia ter deitado fora
10 coisas que já devia ter deitado fora
Ver artigo

A operação decorreu, em simultâneo, com ações de fiscalização em operadores económicos situados nas localidades de Braga, Guimarães e Porto, com enfoque nos locais de produção e armazenamento de especiarias e condimentos, bem como, venda ao consumidor final.

Milhares de saquetas de condimentos

Como resultado das ações foram aprendidas mais de 45 mil saquetas de condimentos e especiarias variadas (colorau, cravinho, noz moscada, entre outras), mais de 1400 bobines de embalagens plásticas (já caracterizadas com a marca lesada) e ainda 438 volumes de embalagens.

Segundo a ASAE, o material apreendido violava os direitos da marca. No total, aquele organismo estima que o valor da apreensão ascenda a um total de 121.293 euros.

"Foi ainda apreendida diversa documentação comercial, designadamente faturas, relação de clientes e quantidades comercializadas desde a data de concessão de registo da marca lesada para integração no processo instaurado", conclui a ASAE com comunicado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.