A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) procedeu através de brigada especializada de fiscalização das indústrias de produtos de origem animal da Unidade Regional do Centro, a uma ação de fiscalização dirigida a um entreposto, localizado no concelho de Oliveira do Hospital, com o objetivo de verificar as condições de armazenamento e distribuição de produtos alimentares no âmbito da Segurança Alimentar.

"Como resultado desta ação foi apreendida cerca de 1,4 tonelada de queijo curado, num valor total que ronda os 11 400 euros, tendo sido instaurado processo-crime por falsificação de documentos e detetada ainda a falta de aposição de marca de identificação obrigatória em produtos de origem animal", explica a ASAE em comunicado.

Leia também10 curiosidades interessantes sobre o queijo

"Das investigações realizadas foi possível apurar que o produto existente naquele entreposto, era rececionado sem qualquer marca de identificação obrigatória, sendo-lhe posteriormente colocada a marca de identificação do referido estabelecimento", acrescenta a nota.

No seguimento desta investigação, foram ainda inspecionados dois estabelecimentos retalhistas na zona centro do país, onde foi detetado e apreendido produto em exposição para venda com aposição indevida de marca de identificação de produto de origem animal.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.