“Estão garantidos os atendimentos aos doentes do concelho de Celorico de Basto no Hospital de Guimarães, caso seja essa a sua opção, à semelhança do atendimento verificado pelo Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, EPE”, refere comunicado da ARS Norte hoje divulgado.

A garantia é dada um dia depois de o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda ter alertado o Governo para a necessidade de parte da população de Celorico de Basto poder ter como hospital de referência a unidade de Guimarães, em vez de Penafiel, como ocorre atualmente.

Segundo os deputados daquele partido, o critério para a referenciação dos doentes foi alterado, deixando de prevalecer o fator distância, o que prejudica cerca de 75% da população do concelho de Celorico de Basto, no interior do distrito de Braga.

De acordo com a ARS, o atendimento dos doentes de Celorico de Basto no hospital de Guimarães corresponde a uma orientação que foi reforçada “junto do Conselho Administrativo do Hospital de Guimarães, EPE, e do diretor executivo do agrupamento de Centros de Saúde e junto dos profissionais das duas instituições”.

“Como exemplo do que acabamos de referir, só no mês de dezembro, último, foram atendidos no Hospital de Guimarães 941 doentes, provenientes do concelho de Celorico de Basto”, esclarece.

Em comunicado enviado quinta-feira à Lusa, o BE refere haver freguesias que estão a cerca de 30 quilómetros de Guimarães, distrito de Braga, e a cerca de 60 do Hospital Padre Américo, em Penafiel, no distrito do Porto.

"Acresce que esta região é deficitária em transportes públicos, o que dificulta e encarece ainda mais a necessária ida ao hospital", indicam.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.