O advogado John Manly, que representa mais de 40 mulheres num processo contra a federação de ginástica dos Estados Unidos, disse que o médico Lawrence Nassar poderá ter abusado de centenas de mulheres durante mais de duas décadas, algumas delas olímpicas e a mais nova com cerca de nove anos.

No programa televisivo 60 Minutes, que vai ser transmitido no domingo, Manly diz que 60 denunciaram os abusos, mas disse acreditar que o número exceda uma centena, admitindo que haja vítimas em todas as equipas olímpicas desde 1996.

Nassar, de 53 anos e médico da seleção norte-americana entre 1996 e 2015, foi detido em novembro de 2016 na sequência de acusações de abusos sexuais a uma criança no Michigan e, no mês seguinte, indiciado por posse de pornografia infantil.

Jessica Howard e Jeanette Antolin assumiram as denúncias, negadas por Nassar, sendo que no lançamento da reportagem surge uma terceira mulher, cuja identidade não foi revelada

A federação de ginástica dos Estados Unidos disse na semana passada que informou o FBI sobre Nassar a 28 de julho de 2015 e que o clínico foi dispensado no dia seguinte.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.