com o apoio MEO
Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui

Sobe para 259 número de mortos por novo coronavírus. Espanha confirma primeiro caso

Este artigo tem mais de um ano
Com mais 46 mortes nas últimas horas, aumentou para 259 o número de mortes provocados pelo novo coronavírus na China. Os números são da Comissão Nacional de Saúde chinesa, a autoridade que está em contacto com a Organização Mundial de Saúde (OMS) na gestão do surto.
Sobe para 259 número de mortos por novo coronavírus. Espanha confirma primeiro caso
Alguns dos cidadãos com nacionalidades europeias repatriados por um avião francês em Carry-le-Rouet, sul de França, a 31 de janeiro EPA/SEBASTIEN NOGIER

Ao todo há já 11.791 casos confirmados do novo coronavírus de Wuhan na China. Todas as 259 mortes ocorreram neste país.

As autoridades da província Hubei confirmarem mais 46 vítimas fatais nas últimas 24 horas. No relatório diário divulgado esta noite, a comissão de saúde da província, a mais afetada pela epidemia, indica que o contágio em Hubei continua a crescer, com mais 1.347 novos casos diagnosticados. A infeção já foi registada em mais de 20 países.

Fotogaleria: China constrói hospital em 10 dias para tratar doentes com coronavírus
Fotogaleria: China constrói hospital em 10 dias para tratar doentes com coronavírus
Ver artigo

Espanha confirmou também na noite desta sexta-feira o primeiro caso de coronavírus no país, avança a agência de notícias Reuters que cita o Ministério da Saúde espanhol.

O Ministério da Saúde da Espanha informou que o paciente está internado e isolado no Hospital de La Gomera, uma das ilhas do arquipélago das Canárias, com a infeção 2019-nCoV, mais conhecido por coronavírus de Wuhan, escreve o El País.

Entretanto, o Conselho de Saúde do Governo de Canárias adiantou à agência de notícias espanhola Efe que o resultado das análises feitas pelo Centro Nacional de Microbiologia do Instituto de Saúde Carlos III confirmou que uma das cinco pessoas que se mantinham em observação em La Gomera deu positivo. "Trata-se de um grupo de cinco turistas alemães, dois dos quais mantiveram contacto direto com uma pessoa contagiada [pelo novo coronavírus] na Alemanha", disse.

Hospital La Gomera
Vista do Hospital de La Gomera onde está internado um cidadão alemão com coronavírus de Wuhan créditos: EPA/Violeta Mesa

Esta sexta-feira chegaram a Espanha 21 cidadãos espanhóis retirados de Wuhan, que vão ficar de quarentena num hospital militar durante 14 dias.

Portugal não tem até ao momento nenhum registo de infeção por coronavírus. No Porto, há, no entanto, um caso suspeito que será despistado nas próximas horas. Trata-se de um cidadão de cerca de 45 anos que terá estado perto de Wuhan, na China, numa recente viagem de negócios. A suspeita já foi confirmada pela DGS, que está a acompanhar o assunto. É o segundo caso suspeito em Portugal em menos de uma semana.

Veja em baixo o mapa interativo com todos os casos de coronavírus confirmados

Vírus continua a alastrar

O balanço anterior apontava para 213 mortos e quase 10 mil infetados na China.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há mais de 50 casos de infeção confirmados em mais de 20 outros países – Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Austrália, Finlândia, Emirados Árabes Unidos, Camboja, Filipinas e Índia.

A OMS declarou na quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional (PHEIC, na sigla inglesa) por causa do surto do novo coronavírus na China.

Alguns dos cidadãos com nacionalidades europeias repatriados por um avião francês em Carry-le-Rouet, sul de França, a 31 de janeiro EPA/SEBASTIEN NOGIER
Alguns dos cidadãos com nacionalidades europeias repatriados por um avião francês em Carry-le-Rouet, sul de França, a 31 de janeiro créditos: EPA/SEBASTIEN NOGIER

Uma emergência de saúde pública internacional supõe a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial. Esta é a sexta vez que a OMS declara uma emergência de saúde pública de âmbito internacional.

Para a declarar, a OMS considerou três critérios: uma situação extraordinária, o risco de rápida expansão para outros países e a exigência de uma resposta internacional coordenada.

Veja a cronologia da expansão do vírus em imagens

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.

Veja também

 
 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.