José Saraiva, coordenador da Unidade de Otorrinolaringologia do Hospital CUF Descobertas, alerta que "a voz é um meio de interação e partilha único e muito poderoso, pois com ela conversamos, convencemos, afirmamos ou interrogamos, representamos e cantamos, seduzimos ou zangamo-nos".

"Por ser um veículo de comunicação tão importante, deve ser motivo da nossa atenção quando não está a funcionar bem ou quando suspeitamos de alguma doença. Estas inquietações devem ser transversais a todas as pessoas, qualquer que que seja a sua atividade, além daqueles que consideramos como os profissionais da voz", assevera o especialista.

"Se a sua voz se modificou recentemente, se ficou mais fraca ou mais cansada, se ficou rouca ou se as outras pessoas notam a sua voz diferente e se essas alterações persistem mais de duas semanas deve consultar o seu médico otorrinolaringologista", adverte o médico.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.