As dores musculares podem ser um impedimento para a continuação do exercício físico, e por vezes, podem originar o aparecimento de lesões graves. No entanto, as dores moderadas são normais quando existe a realização de uma atividade física muito intensa.

De forma a motivar e auxiliar os seus membros a não desistirem quando ficam muito doridos dos treinos, o Urban Sports Club partilha 7 dicas para aliviar a existência das denominadas dores musculares.

1. Prevenir é melhor que remediar

A forma ideal de lidar com as dores é nem sequer senti-las. Ou pelo menos, evitá-las. Por isso, é importante preparar o corpo para o exercício físico através de alongamentos.

E o pós-treino é igualmente importante, visto que é primordial alongar, de forma a relaxar. Para além disso, os alongamentos no final do treino ajudam a recuperar o ritmo cardíaco e a acalmar a respiração.

2. Descansar

O sono é crucial para uma vida saudável. E sim, isso inclui músculos sem dores. Ao descansar bem, os músculos estarão melhor preparados para enfrentar uma actividade intensa. E, depois da mesma, o sono é imprescindível para uma boa recuperação muscular.

3. Beber bastante água

Uma das principais razões para a dor nos músculos, é devido a pequenas lesões nas fibras do tecido muscular. Após uma longa pausa do exercício, ou após um grande aumento de intensidade nos exercícios, os músculos não estão habituados à tensão adicional e rasgar-se-ão muito ligeiramente durante o treino de força.

Não é necessário assustar-se, visto que são apenas os músculos a habituarem-se à carga extra, e isso significa que as fibras musculares voltarão a crescer mais fortes do que antes, para que da próxima seja possível treinar mais intensamente e durante um maior período de tempo.

Quando temos dores musculares, a água ajuda a eliminar todas as toxinas e manter o corpo hidratado. Desta forma, ele poderá concentrar-se na reparação das lesões, para que o treino seja o mais intenso possível.

Os especialistas recomendam beber entre 3 e 4 litros por dia para uma hidratação máxima – mas isto depende de pessoa para pessoa.

4. A importância da proteína

A proteína é um elemento chave para a reconstrução muscular. A proteína contém certos macronutrientes que ajudam a fortalecer a fibra muscular que foi rasgada durante o treino, o que ajuda a curar e a reconstruir o tecido danificado.

Os atletas devem fazer uma dieta consciente e rica em proteínas, uma vez que isto ajuda a evitar danos nos tecidos.

Mas se o dano já estiver feito, pode sempre adicionar um scoop de pó proteico ao batido matinal, e comer alguns ovos ao almoço e um peito de frango ao jantar. Ou apostar em leguminosas, como lentilhas ou feijão. Isso fará com os que os músculos recuperem mais rapidamente.

5. Quente e frio

Se for necessário o alívio imediato de dor, pode tentar tanto a terapia de calor como a terapia de frio. O frio pode ajudar a reduzir o inchaço e a inflamação, o que aliviará a tensão e ajudará os músculos a sarar mais rapidamente.

Já o calor tem um efeito semelhante ao de um banho quente e relaxante. Suaviza os músculos, reduz a tensão e melhora a circulação, o que acelera o processo de cura.

Ambas estas técnicas vão dar um pouco de descanso aos músculos doridos, para que possa ultrapassar a dor pós-treino.

A aplicação do quente/frio pode ser feita através de sacos de gel próprios, em zonas mais específicas. Ou então, se quer uma solução para o corpo inteiro, pode optar por duches e banhos.

6. (Des)enrola-te

Os especialistas de saúde afirmam que utilizar rolos de espuma para aliviar a tensão muscular é a melhor forma de recuperação. O ideal é investir num destes rolos, para que possa cuidar dos músculos em casa sempre que pretender.

Deitar no chão ou encostar na parede e “rolar” os músculos sobre o equipamento, utilizando o peso corporal para adicionar pressão, pode ajudar a diminuir as dores musculares, visto que o “rolar” da espuma irá aliviar a dor muscular, melhorar a flexibilidade e aumentar a amplitude de movimento.

É provável que sinta bastante dor com esta técnica, mas é uma “dor boa” e momentânea.

7. Fazer uma massagem ou relaxar no spa

Nada melhor do que uma massagem para ajudar a libertar tensão dos músculos. As massagens também ajudam a prevenir a inflamação e são a sessão de relaxamento perfeita para se sentir mais leve.

O spa também é uma óptima ajuda para relaxar, e pode ser uma outra versão da terapia quente/frio, mas com água.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.