Mariana Antunes sentia-se sempre cansada e sem energia, as dores nas costas não a largavam e nem durante os fins de semana conseguia recuperar a vitalidade. Um dia, por insistência de uma amiga, experimentou a kinesiologia, quando já tinha perdido a esperança de voltar a sentir-se bem. Atualmente, faz sessões mensais e diz que se sente verdadeiramente recuperada. O cansaço deixou de tomar conta da sua vida e as dores nas costas nunca mais se fizeram sentir.

"Depois de cada sessão, sinto-me leve, equilibrada e com energia", garante a secretária. Mariana Antunes já aconselhou esta terapia alternativa a vários amigos e todos os que experimentaram ficaram, tal como ela, entusiasmados. "É um vício saudável que não quero largar", admite mesmo. Para conhecermos a origem desta terapia, que tem como objetivo equilibrar o fluxo de energia que percorre o nosso corpo, temos de recuar até à década de 1960 e viajar até aos EUA.

O que é que a osteopatia integral faz?
O que é que a osteopatia integral faz?
Ver artigo

Foi lá que o quiroprático George Goodheart analisou a relação entre os processos fisiológicos e a anatomia do corpo humano com o movimento e criou esta terapia que, através de testes musculares pode identificar todo o tipo de desequilíbrios, desde os físicos, aos estruturais, passando pelos psíquicos e pelos nutricionais. Tudo começou quando George Goodheart consultou um paciente que não movia o braço esquerdo e encontrou pequenos nódulos no músculo serrato anterior, que estava hipotónico. "Após massajá-los, verificou que tinha recuperado 70% da mobilidade", conta Rui Tenrinha, terapeuta de kinesiologia.

Como havia pouca literatura sobre esses músculos, "pesquisou e descobriu conexões existentes entre as funções musculares e os meridianos da acupuntura, a osteopatia, os alimentos e as emoções, dando origem à kinesiologia aplicada. Com o passar dos anos, foram surgindo uma diversidade de procedimentos kinesiológicos, tais como o touch for health de John F. Thie, a kinesiologia holística de Raphael Van Assche e antiterapia de Jose Luis Godoy", acrescenta.

Os (muitos) benefícios da kinesiologia

Os benefícios estão comprovados. Rui Tenrinha define a kinesiologia como "um método de feedback [resposta] por meio de testes musculares em que são analisados todos os órgãos do corpo, assim como estados energéticos energéticos e emocionais, procurando quais são os sistemas em que o processo de autocura falhou e identificando quais são os estímulos de que o paciente necessita para recuperar a sua saúde", sublinha o terapeuta de kinesiologia português.

Meditar contra a dor da alma. São muitas as celebridades que o fazem
Meditar contra a dor da alma. São muitas as celebridades que o fazem
Ver artigo

O êxito da kinesiologia passa por conseguir identificar os fatores que desequilibram o corpo através de um teste muscular e é este que identifica o órgão onde está a ocorrer o desequilíbrio e que se traduz em problemas de saúde que as pessoas não conseguem explicar. Esta terapia promove o bem-estar, alivia as dores, as tensões e melhora a postura. "A kinesiologia é uma técnica que não está focalizada em sintomas mas, sim, em recuperar a capacidade de autocura do corpo, pelo que é indicada para qualquer pessoa e não tem contraindicações", explica ainda Rui Tenrinha.

Dos inúmeros benefícios, o terapeuta destaca um, a rapidez de atuação, tanto na descoberta de zonas em distúrbio como na recuperação da saúde e do bem-estar. Uma sessão de kinesiologia começa, habitualmente, com uma pormenorizada anamnese , uma entrevista médica de diagnóstico. Depois começa-se, como explica Rui Tendinha, "por equilibrar energeticamente o paciente, de modo a obtermos mais fiabilidade nos testes que vamos executar".

Segue-se "uma avaliação dos sistemas, em que pode ser necessário intervir em qualquer tecido do corpo humano, meridianos de acupuntura, corpos subtis e chakras", sublinha Rui Tenrinha. E, por fim, "testam-se quais as terapias mais eficazes e pode-se recorrer a testes para escolher os suplementos alimentares mais adequados", esclarece. "Regularmente, são feitos também testes kinesiológicos de intolerância alimentar", acrescenta ainda. O preço da sessão ronda os 50 €.

Texto: Rita Caetano com Rui Tenrinha (terapeuta de kinesiologia)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.