Inspirado nas três castas que estão na sua origem, Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alfrocheiro, Mélange à 3 Tinto 2018, que acaba de chegar ao mercado nacional, é a mais recente novidade da Quinta dos Carvalhais. "É um vinho fresco, fácil e aromático, para captar a atenção do público mais jovem e das pessoas que já conhecem a nossa gama de vinhos", explicou em entrevista ao Modern Life/SAPO Lifestyle, Beatriz Cabral de Almeida.

De acordo com a enóloga que produziu este néctar do Dão, a Touriga Nacional dá-lhe um toque aromático, a Tinta Roriz confere-lhe estrutura e o Alfrocheiro proporciona-lhe complexidade e elegância. "É um vinho que pensamos ser apropriado para fins de tarde descontraídos e para acompanhar refeições leves", sugere. "Pode ficar bem com um bife [frito] com molho de frigideira", aconselha ainda Beatriz Cabral de Almeida.

Philippe Starck está a desenvolver um projeto de design industrial em Portugal. E também vai produzir azeite e vinho no Alentejo
Philippe Starck está a desenvolver um projeto de design industrial em Portugal. E também vai produzir azeite e vinho no Alentejo
Ver artigo

"Pode ser saboreado com um peixe leve ou com uma salada de peixe, porque é um vinho muito fresco, aromático, elegante, com uma acidez muito equilibrada. Por isso, pode ficar muito bem com esse tipo de pratos", sublinha a enóloga portuense.

"É um vinho que foi feito na vindima anterior. As três castas foram vindimadas em separado, com pouca extração, para termos um vinho suave na boca, elegante, que possa agradar a todo o tipo de pessoas. No patamar da Quinta dos Carvalhais, está entre o Duque de Viseu e o Quinta Dos Carvalhais Colheita, que também são vinhos de lote", esclarece.

Além de hipermercados e supermercados, o Mélange à 3 Tinto 2018 também está disponível em várias garrafeiras de norte a sul do país. "Como queremos captar as camadas mais jovens, este é um vinho mais acessível. A recomendação da Sogrape é que seja comercializado a 5,99 €. É um vinho que está na gama média", refere Beatriz Cabral de Almeida. Para esta primeira edição, foram produzidas 84.000 garrafas de tinto.

"Não quer dizer que [o Mélange à 3] não possa vir a ser de outra coisa mas, para já, é só tinto", esclarece a enóloga. A ideia é brincar sempre com o número e com o conceito de mistura que a palavra de origem francesa que lhe dá nome sugere. "Numa abordagem divertida e irreverente, a cada colheita teremos uma nova combinação de três elementos", explica também Mafalda Guedes, gestora de marca da Quinta dos Carvalhais.

"O do próximo ano poderá ser feito por três enólogos, por exemplo", elucida Beatriz Cabral de Almeida. "Com este vinho descomplicado, procurámos rejuvenescer a oferta da marca, atraindo novos consumidores", justifica Mafalda Guedes. O lançamento da marca Mélange à 3, que aposta num rótulo revivalista, teve lugar no bar Flat, em Lisboa, na presença de figuras públicas como Liliana Santos, Luísa Beirão e Manuel Sá Pessoa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.