Foi a 10 de Setembro de 1756 que o alvará régio da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro regulou a produção e comércio dos seus vinhos. É, assim, a mais antiga Região Demarcada do mundo, facto comemorado de Setembro a Dezembro deste ano, com um programa de festas que não se esgota no vinho. Exposições, apresentação de livros, um selo comemorativo, festivais de música e uma cerimónia de entronização da Confraria dos Enófilos da Região Demarcada do Douro, desfiles náuticos com barcos rabelos, teatro de rua, festa das vindimas, passeios de todo-o-terreno e uma meia-maratona são alguns dos eventos a não perder nos próximos meses, seja na Régua, em Vila Real, no Porto, em Santa Marta de Penaguião, no Pinhão ou mesmo em Lisboa.
Nestas comemorações participam diversas entidades como a Casa do Douro, o Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, o Museu do Douro, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Câmaras Municipais, entre outras, bem como grupos de teatro locais e escolas da região.
A cerimónia de inauguração teve início a 31 de Agosto, mas o programa estende-se até Dezembro.
De destacar a Festa das Vindimas, a decorrer a 17 de Setembro na Régua. À Missa das Vindimas, às 10h, segue-se a Bênção do Mosto, às 11h. A Festa é composta ainda por lagaradas com almoços e jantares, provas de vinhos e visitas às quintas e outros locais aderentes.
Também os “Jantares Pombalinos – Noites de Luminárias” a 8 e 10 de Setembro, pelas 20h, prometem animar os serões. Trata-se da reconstituição de um jantar nobre do séc. XVIII, no Palácio de Cidrô, com decoração e ementas da época, animação com música e canto, dança, poesia, etc.
Outra recriação histórica é a do mercado pombalino, que integra um cortejo de chegada do Marquês de Pombal e da Corte à região. Barracas de venda de vinhos e produtos regionais, tavernas e tasquinhas não faltarão neste mercado.
Trazendo o Douro ao Tejo, a região apresenta-se com toda a modernidade do séc. XXI na Assembleia da República. O Chefe Hélio Loureiro traz ao restaurante parlamentar um buffet de sabores durienses, entre 19 e 21 de Setembro. A esta mostra gastronómica são adicionadas exposições de fotografia e desenho, filmes, documentários, um concerto e provas de vinhos. Lugar ainda para um debate sobre o “Douro: questões em aberto e para uma mesa-redonda debatendo o futuro da região.
A Confraria dos Enófilos da Região Demarcada do Douro organiza três jantares em locais e com convidados diferentes, embora tendo em comum a temática duriense. Realizam-se a 14 de Outubro, no Solar do Vinho do Porto na Régua, com António Barreto; a 24 de Novembro, no restaurante Tábua d’Aço, em Tabuaço, com Gaspar Martins Pereira; e a 8 de Dezembro, no Hotel Miracorgo, em Vila Real, com Teresa Andresen.
Para mais informações:
Secretariado da Comissão Executiva das Comemorações dos 250 Anos da RDD
Rua dos Camilos, Edifício Casa do Douro, 4º Piso
5050-272 Peso da Régua
Tel.: 254318134 / 961379986
Fax: 254324321e-mails: 250rdd@ivdp.pt / www.250rdd.utad.pt

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.