A comida é uma das protagonistas do Natal, embora muita acabe por ser desperdiçada durante a época festiva. O velho ditado “mais vale sobrar que faltar” só é válido se acompanhado de uma postura de conservação, partilha e aproveitamento.

Na tentativa de nos alertar para esta consequência, a Too Good To Go preparou um guia com várias dicas para combater o desperdício alimentar antes, durante e depois do Natal.

“Tudo tem como base três princípios essenciais: Partilhar, congelar e aproveitar”, sublinha a Too Good To Go.

Também no instagram da Too Good To Go, os interessados podem encontrar, diariamente, dicas e truques para colocar em prática o trio de princípios referidos. “Pequenos passos e mudanças de comportamento que nos podem ajudar a evitar o desperdício de alimentos, economizar dinheiro e preservar o planeta”, sublinha a equipa da empresa de impacto social que tem como missão o combate ao desperdício alimentar.

Já a aplicação Too Good To Go permite salvar comida do desperdício “ao adquirir, a preços mais acessíveis, refeições de variados estabelecimentos - restaurantes, hotéis, supermercados, mercearias, pastelarias, entre outros - excedentes alimentares que simplesmente não foram vendidos dentro do horário de expediente. E assim, com apenas alguns cliques ajudar a preservar o meio ambiente, reduzindo o desperdício alimentar e as emissões de CO2”, informa a empresa em comunicado.

Segundo o PERDA (Projecto de Estudo e Reflexão sobre Desperdício Alimentar) estima-se que por ano, os portugueses deitam para o lixo um milhão de toneladas de alimentos, em média 132 quilos de comida por ano, por pessoa.

Segundo a FAO, um terço de toda a produção alimentar humana é desperdício. Na Europa, cerca de 88 milhões de toneladas de alimentos são desaproveitados anualmente, com um custo associado de 143 biliões de euros.

Uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para 2030 é reduzir para metade o desperdício de alimentos per capita a nível do retalho e do consumidor, e reduzir as perdas de alimentos ao longo das cadeias de produção e de abastecimento.

Em Portugal a aplicação, que chegou ao mercado no final de outubro de 2019, já conta com 460 Mil utilizadores e 2 000 parceiros.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.