O resultado deste desafio, promovido pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínio, decorre da análise técnica feita por 21 jurados a 208 referências de queijo de produção 100% portuguesa. O júri foi composto por representantes do sector queijeiro, dos organismos de controlo e certificação, de instituições de ensino, da restauração e da gastronomia, da distribuição e dos meios de comunicação social.

"Fazer uma tampa no queijo para o servir à colher é matá-lo"
"Fazer uma tampa no queijo para o servir à colher é matá-lo"
Ver artigo

Queijaria Guilherme e Queijo Santiago são as grandes vencedores do “Concurso Queijos de Portugal 2018”, ao arrecadarem, cada uma, dois “Prémio Melhor Queijo 2018”. A Queijaria Guilherme ganhou, para além do melhor “Queijo Fresco Atabafado” e do melhor “Queijo de Ovelha Cura Prolongada”, uma dupla Menção Honrosa na categoria “Requeijão Ovelha”.

A Queijo Saloio venceu este ano – repetindo o louvor dos dois últimos anos, 2016 e 2017 – nas categorias de “Mistura Cura Normal” (Três Igrejas Tradicional Saloio) e “Mistura Cura Prolongada” (Três Igrejas Cura Prolongada Saloio), para além das duas Menções Honrosas nas categorias de “Requeijão Cabra” (Requeijão de Cabra Saloio) e “Vaca Cura Normal” (Alvão Tradicional Saloio).

Por sua vez, a Tété II - Produtos Lácteos recebeu o “Prémio Melhor Queijo 2018” na categoria “Requeijão Vaca”, assim com quatro Menções Honrosas em “Queijo Fresco Ovelha”, “Queijo Fresco Cabra”, “Requeijão Cabra” e “Requeijão Mistura”.

A Insulac - Produtos Lácteos Açoreanos também se encontra na mesma posição, já que conquistou o selo de vencedor para o Valformoso Ervas e Alho, na categoria “Para Barrar”, na qual recebeu uma das três Menções Honrosas, com Valformoso, sendo as restantes repartidas pelas categorias “Flamengo” (Navegador) e “Vaca Cura Normal” (Valformoso Natural).

De acordo com a análise feita ao longo desta primeira década, é de salientar o evidente crescimento exponencial. Dos 57 queijos de 27 empresas inscritos em cinco categorias, em 2009, o número aumentou para 208 queijos de 57 empresas divididos por 22 categorias, em 2018. É de acrescentar o registo da nova categoria de ‘Novos Sabores Frescos’.

PRÉMIOS DO CONCURSO QUEIJOS DE PORTUGAL 2018

Queijo Fresco Vaca: Lactifeira (Lactifeita Unipessoal)

Queijo Fresco Ovelha: Víctor Fernandes (Víctor Fernandes - Queijaria Artesanal)

Queijo Fresco Cabra: Moser (Tózé dos Queijos)

Queijo Fresco Mistura: Queijaria Licínio (Queijaria da Licínia)

Queijo Fresco Atabafado: Guilherme (Queijaria Guilherme)

Requeijão Vaca: Tété (Tété II - Produtos Lácteos)

Requeijão Ovelha: Queijaria Sapata (Sapta e Filha)

Requeijão Cabra: Queijo Bilores (Bilores - Queijo Artesanal)

Requeijão Mistura: Prado da Sicó (Queijaria Prado da Sicó)

Flamengo: Trevo (Lacticínios Halos)

Vaca Cura Normal: Molhafre (Pronicol - Produtos Lácteos)

Vaca Cura Prolongada: A Queijaria Apimentada (Lacticínios MAF)

Ilha: São Miguel, 9 Meses (Unileite - União Cooperativas Agrícolas de Lacticínios da Ilha de São Miguel)

Ovelha Cura Normal: Flor da Beira Amanteigado Selecção (Queijaria Flor da Beira)

Ovelha Cura Prolongada: Guilherme (Queijaria Guilherme)

Cabra Cura Normal: Cancela Aberta Santiago (Queijos Santiago)

Mistura Cura Normal: Três Igrejas Tradicional Saloio (Queijo Saloio)

Mistura Cura Prolongada: Três Igrejas Cura Prolongada Saloio (Queijo Saloio)

Para Barrar: Valformoso Ervas e Alho (Insulac - Produtos Lácteos Açoreanos)

Novos Sabores Frescos: Herdade da Maia Requeijão de Ovelha com Doce de Abóbora (Sociedade Industrial Herdade da Maia)

Novos Sabores: Nova Açores - Queijo Prato Alho e Salsa (Unileite - União Cooperativas Agrícolas de Lacticínios da Ilha de São Miguel)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.