De 26 a 28 de julho, a festa em Negrais faz-se a pretexto de um dos pratos emblemáticos desta freguesia do concelho de Sintra, o leitão. A iniciativa vai reunir no Largo do Rossio, em Negrais, vários restaurantes.

O recinto do festival abre as portas, a 26, entre as 18h00 e as 00h00 e, no dia 27, das 12h00 às 00h00. No último dia, a festa arranca às 12h00 para terminar às 22h00. A entrada no recinto é gratuita.

Perde-se no tempo a azáfama de arranjo do Leitão Assada de Negrais (também denominado Leitoa). Talvez nos finais do século XVIII já fosse possível inscrever alguns nomes dos primeiros assadores de Negrais.

Manuel e António Joaquim Pacheco, Sabino, Domingos Silvestre, Caneira e Luís Feliciano são nomes sonantes dos antigos assadores. Alguns eram ao mesmo tempo assadores de leitões, agricultores, tosquiadores de gado e cabouqueiros. Frequentavam as feiras religiosas à volta de Lisboa, como as de Nossa Senhora do Cabo Espichel, Nossa Senhora da Nazaré, Nossa Senhora da Luz, Feira das Mercês, Caneças e Nossa Senhora da Rocha.

O Leitão Assado de Negrais está, assim, intimamente ligado às feiras tradicionais da região. Num jornal de 1921, surge uma notícia referente à Feira das Mercês, queixando-se o autor do artigo da fraca procura que o leitão tinha tido e cuja razão fora o seu preço excessivo.

Em 1943, também em artigo de jornal, há referência às Leitoas Assadas que estavam a um preço mais acessível.

Presentemente, o leitão assado tem uma grande procura, fazendo-se fila para a sua compra nos tradicionais restaurantes da aldeia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.