São 5 as regras fundamentais para garantir uma alimentação segura e, logo, mais saudável. Lembre-se: a manipulação adequada dos alimentos é a chave para a prevenção de doenças de origem alimentar. Impedir que os microrganismos provoquem doenças é o objectivo destas 5 Chaves, promovidas pela OMS:
1.Mantenha a limpeza
-Lave as mãos antes de iniciar a preparação dos alimentos e, frequentemente, durante todo o processo.
-Lave as mãos depois de ir à casa de banho.
-Higienize todos os equipamentos, superfícies e utensílios utilizados na preparação dos alimentos.
-Proteja as áreas de preparação e os alimentos de insectos, pragas e outros animais.
Porquê: Embora a maior parte dos microrganismos não provoque doenças, grande parte dos mais perigosos encontram-se no solo, na água, nos animais e nas pessoas. Estes microrganismos são veiculados pelas mãos, passando para roupas e utensílios, sobretudo para as tábuas de corte, donde facilmente podem passar para o alimento e vir a provocar doenças de origem alimentar.
2. Separe alimentos crus de alimentos cozinhados
- Separe carne e peixe crus de outros alimentos.
- Utilize diferentes equipamentos e utensílios, como facas ou tábuas de corte, para alimentos crus e alimentos cozinhados.
- Guarde os alimentos em embalagens ou recipientes fechados, para que não haja contacto entre alimentos crus e alimentos cozinhados.
Porquê: Alimentos crus, especialmente a carne, peixe e os seus exsudados, podem conter microrganismos perigosos que podem ser transferidos para outros alimentos, durante a sua preparação ou armazenagem.
3. Cozinhe bem os alimentos
- Deve cozinhar bem os alimentos, especialmente carne, ovos e peixe.
- As sopas e guisados devem ser cozinhados a temperaturas acima dos 70 ºC. Use um termómetro para confirmação. No caso das carnes, assegure-se que os seus exsudados são claros e não avermelhados.
- Se reaquecer alimentos já cozinhados assegure-se que o processo é o adequado.
Porquê: Uma cozedura adequada consegue matar quase todos os microrganismos perigosos. Estudos demonstraram que cozinhar os alimentos a uma temperatura acima dos 70 ºC garante um consumo mais seguro. Os alimentos que requerem mais atenção incluem carne picada, rolo de carne, grandes peças de carne e aves inteiras.
4. Mantenha os alimentos a temperaturas seguras
- Não deixe alimentos cozinhados, mais de 2 horas, à temperatura ambiente;
- Refrigere rapidamente os alimentos cozinhados e/ou perecíveis (preferencialmente abaixo de 5 ºC);
- Mantenha os alimentos cozinhados quentes (acima de 60 ºC) até ao momento de serem servidos;
- Não armazene alimentos durante muito tempo, mesmo que seja no frigorífico;
- Não descongele os alimentos à temperatura ambiente.
Porquê: Os microrganismos podem multiplicar-se muito depressa se os alimentos estiverem à temperatura ambiente. Mantendo a temperatura abaixo dos 5 ºC e acima dos 60 ºC, a sua multiplicação é retardada ou mesmo evitada. Alguns microrganismos patogénicos multiplicam-se mesmo abaixo dos 5 ºC.
5. Utilize água e matérias-primas seguras.
- Use água potável ou trate-a para que se torne segura.
- Seleccione alimentos variados e frescos.
- Escolha alimentos processados de forma segura, como o leite pasteurizado.
- Lave frutas e vegetais, especialmente se forem comidos crus.
- Não use alimentos com o prazo de validade expirado.
Porquê: As matérias-primas, incluindo a água e o gelo, podem estar contaminados com microrganismos perigosos ou químicos. Podem formar-se químicos tóxicos em alimentos estragados ou com bolor. Tenha atenção na escolha das matérias-primas e no cumprimento de práticas simples que podem reduzir o risco, tais como a lavagem e o descascar.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.