É na capital francesa, Paris, que ficaremos a saber a 18 de fevereiro se, entre as dezenas de finalistas da primeira edição dos “The World Restaurant Awards”, Portugal volta de terras gaulesas com troféus.

Em disputa estão 17 categorias avaliadas por um painel de jurados que inclui nomes grandes da cozinha internacional, da fotografia de culinária, críticos, gastrónomos. Novos conceitos, especialidades da casa”, cozinha étnica, conceitos originais, restaurante locais, de preços acessíveis, mas também prémio para reportagens gastronómicas, estão entre as categorias avaliadas.

No caso da lusa Cervejaria Gazela - O Original Cachorrinho, nomeada na categoria “House Special” a disputa faz-se com os restaurantes Lido 84, na Lombardia (Itália), Obana, na capital japonesa, Tóquio; Trishna na cidade indiana de Bombaim; Yat Lok, em Hong Kong.

A Cervejaria Gazela serve, desde 1962, a sua maior especialidade o “Cachorrinho”. Dos anos 60 do século XX ao presente, um cachorro quente confecionado com a mesma receita original: Salsicha fresca, linguiça, envolvida em queijo e num molho especial e servido num pão tostado e estaladiço.  Uma receita que conquistou o palato do chefe de cozinha, falecido em 2018, Anthony Bourdain. O norte-americano, na sua visita à cidade do Porto, provou e enalteceu este “Cachorrinho”.

A par da casa portuense, está indicada entre os finalistas a experiência gastronómica que reúne anualmente chefes com estrela Michelin, “The Presidential Train”. A viagem duriense está assinalada na categoria “Event of the Year”.

O “The World Restaurant Awards” foi criado pela IMG, empresa de eventos, moda e desporto e que opera em mais de 30 países, com 800 iniciativas anuais em todo o mundo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.