Após o primeiro projeto em Portugal, na Costa de Caparica, a equipa do Ona aposta num novo local. Desta feita, o restaurante pop-up localiza-se frente ao Teatro da Trindade, na porta número 16, em pleno Bairro do Chiado. The Museum, como se chama este espaço temporário, surge como fruto de uma colaboração entre o Ona (um colectivo responsável por restaurantes efémeros), The Art Gate e as curadoras de arte Leonor Carrilho e Joana Valsassina, curadores das exposições patentes no hotel. Além da galeria de arte, nas estantes do restaurante e do lounge vão estar expostos jarras com vegetais, plantas e especiarias, o que deu origem ao nome The Museum.

Ona, que significa "onda" em Catalão, foi criada por Luca Pronzato em 2019. O jovem francês, que trabalhou anteriormente no restaurante Noma em Copenhaga, explica o conceito, que se baseia na criatividade e efemeridade: “Estes formatos de restaurantes temporários são cada vez mais uma tendência de consumo, em que os clientes procuram experiências únicas que não vão poder repetir. Com a Ona, estamos a criar uma comunidade de chefes de culturas diferentes, produtores de alimentos e de vinho que, juntos, vão surfar esta nova onda de eventos emocionante, em vários pontos da Europa ao mesmo tempo”.

Lisboa vai ter um restaurante pop-up com acesso a loja de vinhos e galeria de arte

Este pop-up é versátil, dando aos convidados a possibilidade de conhecer o restaurante, uma loja de vinhos, jantar à mesa dos chefes, tomar um cocktail no lounge e visitar a galeria de arte contemporânea. “Criamos experiências efémeras em lugares e restaurantes inesperados. Redesenhamos os espaços, criamos uma atmosfera, criamos uma nova equipa e uma nova identidade”, afirma Pronzato.

Com uma mesa redonda de 12 lugares e mais seis lugares na mesa do chefe, dentro da cozinha, o restaurante oferece um menu de degustação de dez momentos, cinco dias por semana (de quinta à segunda-feira). Uma equipa de três jovens chefes de Lisboa, Bilbao e Rio de Janeiro criará uma experiência para os convidados, utilizando ingredientes portugueses provenientes de uma comunidade de produtores da região de Lisboa.

Uma biblioteca de vinhos, com uma seleção dos melhores vinhos orgânicos, feitos por produtores nacionais e internacionais, uma montra da comunidade de produtores, distribuidores, bares e lojas de vinho do país, ocupa uma das paredes do lounge.

A equipa de chefes: Micael Duarte (ex Prado e Taberna do Mercado) Iñaki Bolumburu (ex Nerua e Noma), Mariana Schmidt (ex-Laisai e Mugaritz), e Edgar Bettencourt (ex Feitoria) é liderada por Patrícia Pombo (Project Manager & Sommelier, ex Ona at the Beach), que na sala conta com Nora Garberson (Service manager, ex ONA Basel). O menu conta, também, com wine pairing e cocktails, criados pela jovem mixologista, Constança Cordeiro (Toca da Raposa), feitos com ingredientes sazonais, de preferência encontrados na floresta.

Lisboa vai ter um restaurante pop-up com acesso a loja de vinhos e galeria de arte

“Com The Museum vamos mais uma vez dar aos jovens chefes e sommeliers uma plataforma para desenvolver a sua criatividade, e dar a conhecer os produtores locais”, partilha Patrícia Pombo, responsável pelo projeto em Lisboa.

Criado por Luca Pronzato em 2019, a Ona oferece um novo conceito para restaurantes. Após uma carreira em restaurantes como o Noma em Copenhaga, Luca arriscou e apostou em jovens chefes talentosos para montar uma equipa capaz de criar experiências efémeras de fine dining, mundo fora.

A Ona já abriu quatro pop-ups: Ona at the Beach na Costa de Caparica, Basel on Fire na Suíça, L’Appart em Paris e Ona Zermatt, at the rex, em Zermatt. Cada pop-up é criado à medida pela equipa da Ona.

As marcações são obrigatórias e poderão ser feitas aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.