Vinhos

Vinhos Verdes

Casa da Tapada Superior Alvarinho e Loureiro branco 2020

Na região dos Vinhos Verdes, mais propriamente em Amares, na bacia hidrográfica do rio Cávado, a Casa da Tapada reservou para este início de ano, a nova colheita do seu Casa da Tapada Superior Alvarinho e Loureiro. De recordar que este é, desde 2018, um projeto da família Serrano Mira, amplamente conhecida pela Herdade das Servas, no Alentejo. Depois da estreia com vinhos desse ano, a colheita de 2020 assinala a terceira edição deste branco. O Casa da Tapada Superior Alvarinho e Loureiro branco 2020 é, como o nome indica, um lote de duas castas, as mais afamadas da região, sobressaindo a primeira, com 80%. Plantadas em solos ácidos, de origem granítica e de textura franca, aportam estrutura a este DOC Vinho Verde branco. No copo, apresenta-se límpido e de cor citrina. No nariz, sobressaem aromas de alperce, pêssego, limão e notas tropicais. Mostra-se um branco fresco e frutado, complexo e volumoso, com um final de boca persistente. Acompanha bem com saladas, mariscos, queijos, peixes e carnes brancas.

O vinho tem um preço de venda recomendado de 7,9 euros (750 ml)

Casa da Tapada Superior Alvarinho e Loureiro branco 2020

Douro

Lavradores de Feitoria

Três Bagos Reserva tinto 2019

Um dos vinhos bandeira da Lavradores de Feitoria e o seu mais recente lançamento, é a sugestão ideal para o jantar mais romântico do ano, devido à sua elevada capacidade de harmonização todo-o-terreno. O Três Bagos Reserva tinto 2019 resulta de um duplo trio: é um blend de três castas autóctones bem (re)conhecidas dos amantes dos vinhos do Douro – Tinta Roriz, Touriga Franca e Touriga Nacional. É um vinho com um perfil que soma fruta, frescura e estrutura. Bom para beber a solo, ideal para harmonizar com comida, sobretudo com foco na proteína. Pronto a ser consumido, tem um bom potencial de guarda.

O vinho tem um preço de venda recomendado de 9,99 euros (750 ml)

Três Bagos Reserva tinto 2019
créditos: Lino Silva

Douro

Quinta do Pôpa

Pôpa Vinho Doce tinto 2019

Pôpa Vinho Doce tinto, agora na colheita de 2019, é um tinto especial. Feito à semelhança do vinho do Porto, mas com a fermentação a ser interrompida a frio e não com adição de aguardente, torna-se um tinto jovem e com baixo teor alcoólico (9,5% vol.). Uma proposta para beber a solo ou à mesa, onde pode surgir como aperitivo ou num bom casamento com entradas ou sobremesas. Deve ser servido bastante frio e bebido de forma descontraída.

É elaborado a partir do blend de mais de 20 castas de vinhas, com predominância da Tinta Barroca, erguidas nos socalcos do Alto Douro Vinhateiro, em Adorigo, Tabuaço.

O vinho tem um preço de venda recomendado de 14,9 euros (500 ml)

Quinta do Pôpa

Douro

Real Companhia Velha

Quinta de Cidrô Touriga Nacional tinto 2018

A Touriga Nacional é considerada a casta tinto rainha em Portugal e a mais dominante na Quinta de Cidrô, uma das cinco quintas da Real Companhia Velha. Situada em São João da Pesqueira, uma das mais conhecidas zonas de produção de vinhos do Douro, cedo se transformou num modelo de experimentação vitivinícola para toda a região. Numa terra virgem, foi usada tecnologia de ponta para plantar as melhores castas, ao longo de uma área que excede os 150 hectares e com uma altitude (alta), que providencia a frescura e acidez ideais para a produção de tintos elegantes. O Quinta de Cidrô Touriga Nacional tinto 2018 é um tinto de cor granada limpa e profunda. No nariz, revela aromas de violeta, ameixa preta, cerejas maduras e ligeiras nuances de frutos vermelhos e especiarias, gerando complexidade e oferecendo a este vinho um caráter muito especial. Na prova, mostra-se muito equilibrado, com sabores que se adivinham no nariz, complementados por ligeiras nuances de cítricas. As várias colheitas têm vindo a demonstrar que é um vinho redondo e estruturado, mas elegante, com taninos suaves, terminando com um final de prova longo e repleto de sabores. Um vinho versátil que pode acompanhar carne vermelha como polvo assado.

O vinho tem um preço de venda recomendado de 18 euros (750 ml)

Quinta do cridó

Douro

Vieira de Sousa

Vieira de Sousa Reserva branco 2021

A empresa Vieira de Sousa Vines & Wines foi criada em 2008, mas a família Vieira de Sousa tem uma longa história na região demarcada do Douro, sendo produtora de vinho do Porto há cinco gerações, altura em que o tetravô de Luísa e Maria Borges registou esta marca de vinhos do Porto. Os vinhos DOC Douro surgiram mais tarde, em 2011, tendo um perfil de grande frescura e acidez, ideais para um casamento à mesa. Lançaram, recentemente um trio, com dois tintos – Vieira de Sousa UnOaked tinto 2021 e Vieira de Sousa Reserva tinto 2020 – e um branco e é esse que destacamos para esta efeméride. Da Quinta da Fonte, onde se encontra a casa da família e uma respeitada capela, têm origem as uvas que dão vida ao Vieira de Sousa Reserva branco 2021. Situada a 500 metros de altitude, no peculiar planalto de Celeirós, e virada a nascente, esta vinha tem uma localização privilegiada para a produção de uvas brancas, bastante frescas e com estrutura. O solo xistoso e a altitude são fatores decisivos para a qualidade e potencial destas uvas. Rabigato e Viosinho foram as eleitas esta colheita, tendo fermentado, em conjunto, em barricas de carvalho francês, onde estagiaram durante 10 meses.

O vinho tem um preço de venda recomendado de 18,5 euros (750 ml)

Vieira de Sousa
créditos: Gonçalo Villaverde

Alentejo

Herdade das Servas

Herdade das Servas Reserva tinto 2017

Do Alentejo e com a chancela de qualidade da família Serrano Mira, o Herdade das Servas Reserva tinto 2017 mantém-se fiel, nesta que é a 9.ª edição, à matriz das quatro castas Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Alfrocheiro e Aragonez, sendo afinadas as percentagens a cada ano, mas sempre com maior destaque dado às duas primeiras. Da vinificação ao vinho, o Herdade das Servas Reserva tinto 2017 tem um tom vermelho cereja profundo e muito límpido. No nariz, sobressaem aromas de ameixa, figo, cedro, chocolate, pimenta e notas fumadas. É um vinho complexo, estruturado, cheio, com tostados de barrica de carvalho e taninos equilibrados. O seu final de boca é longo e releva todo o potencial de guarda e envelhecimento. Como sugestões de harmonização, aconselham-se carnes vermelhas, de caça, queijos intensos e enchidos.

O vinho tem um preço de venda recomendado de 23 euros (750 ml)

Herdade das Servas

Programas

Vila Nova de Gaia

Real Companhia Velha – Trio de Experiências em Vila Nova de Gaia

A Real Companhia Velha sugere o programa de enoturismo a que deu o nome de Trio de Experiências em Vila Nova de Gaia, que inclui visita premium às suas Caves de Vinho do Porto, a terminar, na loja com uma deliciosa prova de Vinhos do Porto. Dali, seguem para o centro de visitas 17.56 Museu & Enoteca, onde a viagem começa no piso 0, com imersão na história da Ex Majestática Companhia – e a mais antiga empresa portuguesa – naquele que é o Museu da 1.ª Demarcação (o Douro). Após os momentos de história, de memórias fotográficas, de partilha de conhecimento, aprendizagem sobre a empresa e a região do Douro e da sua cultura vínica, chega a altura de subir ao primeiro piso do centro de visitas para um almoço descontraído na Enoteca 17.56, um espaço amplo, com restaurante, duas salas privadas e um terraço panorâmico, com vista para o Porto antigo. O programa está disponível de terça-feira a Sábado e tem um valor de €68,00 por pessoa, com IVA incluído. As deslocações são feitas no transporte do visitante, permitindo-lhe maior conforto. O programa tem percurso e horários fixos, não podendo ser alterados.

A marcação é obrigatória e é feita junto do departamento de turismo da Real Companhia Velha: 223 775 194 ou turismo@realcompanhiavelha.pt

Enoteca

Santarém

Jantar Menu Dia dos Namorados no restaurante Oh!Vargas

Para o jantar do Dia dos Namorados, o restaurante Oh!Vargas, em Santarém,  criou uma ementa especial. Com uma dúzia de opções, vai, certamente, conquistar vários palatos e permitir maior partilha à mesa. A título de exemplo, um pastel de camarão com espuma de cocktail e citrinos (14 euros) ou tataki de novilho com molho à mirandesa (14 euros), nas entradas; carolino cremoso de sapateira e garoupa com espumante (20 euros), camarão tigre, beurre blanc e cuscus transmontano (35 euros) ou roulade de frango de cerveja com amendoim, puré de ervilha e arroz árabe (17 euros), nos pratos principais; e mil folhas com caramelo salgado (7 euros) ou pavlova com creme de limão e frutos vermelhos (9 euros).

OhVargas

Estremoz

Almoço ou Jantar no novo Legacy Winery Restaurant

Localizado na propriedade vitivinícola alentejana Herdade das Servas, perto da cidade de Estremoz, o Legacy Winery Restaurant é uma boa aposta para o almoço ou jantar com a sua cara-metade a 14 de fevereiro. Com uma cozinha contemporânea, inspirada nas tradições e heranças gastronómicas do Alentejo. O menu, com o cunho do chef Luciano Baldin, é composto por um leque de 23 pratos, entre entradas (nove), principais (dez) e sobremesas (quatro). A acompanhar, os vinhos da Herdade das Servas e também da Casa da Tapada, projeto da família Serrano Mira – proprietária da Herdade das Servas – na região dos Vinhos Verdes, alguns de edições e colheitas já raras no mercado.

Bons vinhos e a tradicional cozinha alentejana à mesa do novo restaurante da Herdade das Servas
Jerónimo Heitor Coelho

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.