Comecemos, precisamente, pelos cinco sentidos

Tal como no vinho, uma cerveja também é objeto de uma prova complexa. Lembre-se, não obstante a composição base de uma cerveja não variar grandemente (água, malte de cevada – ou outro - , uma levedura e o lúpulo), a proveniência da matéria de base é diversa o que se traduz em grandes variações de caráter na bebida. Os métodos de produção também variam de região para região e mesmo entre produtores dentro de um mesmo território. Comecemos:

- Visão - Observe a cor e a limpidez.

- Olfato - Antes mesmo de provar, cheire. Sinta o aroma.

- Tato - Pode parecer estranho, mas na realidade quando falamos de bebida o tato também tem de ser considerado. A começar pelo copo, se é o mais indicado, por exemplo bojudo para apreciar uma boa cerveja da Bohemia. Acresce temperatura que deve ser fresca, mesmo gelada e que acentua a sua textura e densidade. Ao descer pela garganta, sentimos o liquido que, rapidamente, nos arrefece o sistema digestivo.

- Audição - Verifique se a cerveja está “viva”, com um teor de gás denso e consistente.

- Paladar - Aprecie o gosto harmonioso, amargo e simultaneamente agradável da sua cerveja.

Cervejas artesanais:  “O consumidor quer que lhe comuniquem verdade e conhecer quem produz”
Cervejas artesanais: “O consumidor quer que lhe comuniquem verdade e conhecer quem produz”
Ver artigo

Tome nota:

Ao contrário do vinho, a cerveja, geralmente, não envelhece bem. Depois de engarrafada, deve ser consumida dentro de sensivelmente seis meses. Verifique o prazo de validade da embalagem.

O tempo faz com que a cerveja perca o seu brilho e fique turva, deteriorando-se o aroma e o paladar. Estes fatores são agravados se a cerveja for exposta a temperaturas altas (mais de 20ºC). Também a exposição à luz pode estragar a cerveja, especialmente a luz solar e a luz fluorescente.

A espuma deve ter cerca de três centímetros. Deve ser densa, consistente e estável e deve deixar anéis em redor do copo à medida que é consumida.

O copo também é importante

A melhor forma de servir a cerveja é num copo de vidro, porque não aquece tanto e deixa ver o gás da cerveja.

O copo deve estar perfeitamente limpo e seco, não só porque causa maior impacto visual como contribui para a formação das bolhas. Os copos de boca fechada e côncava são os que retêm a espuma por mais tempo. O copo deve ser inclinado ao início, colocando-se na vertical quando está meio cheio.

Saiba apreciar uma boa cerveja usando o tato e a audição

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.