O meu filho acha os vegetais, incluindo nas sopas, aborrecidos. Como lhe posso apresentar os alimentes verdes de forma criativa e tentadora?

A educação de um filho é um desafio permanente e quando conseguimos que a criança compreenda que queremos o seu bem e conseguimos que desenvolva bons hábitos ficamos duplamente felizes.

Neste caso, entendo que a melhor maneira de ensinar o seu filho é fazer aquilo que faço no Petit Chef que é convidar a participar no corte de legumes, com facas de plástico. É uma atividade compartilhada e divertida e quase de certeza que o seu filho terá mais vontade de provar a sopa.

Comida saudável e crianças não combinam?! Agarre estas ideias
Comida saudável e crianças não combinam?! Agarre estas ideias
Ver artigo

É difícil fugir aos doces. Como posso introduzir, com peso e medida, sugestões doces na alimentação infantil? Quais os melhores substitutos do açúcar?

Todos nós, quase sem exceção, gostamos de doces mas infelizmente não podemos abusar. Em primeiro lugar evite a guloseimas, são “bombas” de açúcar sem qualquer valor nutritivo.

Em segundo lugar escolha receitas preferencialmente à base de fruta e quando preparar bolos e biscoitos utilize mel ou açúcar amarelo em vez do refinado. Troque, pelo menos em parte, a farinha refinada por farinha integral.

Já à mesa. Como posso tornar a refeição um momento divertido?

Na altura de servir o jantar desafie o seu filho a ir para a cozinha e juntos fazerem o empratamento com se fosse um restaurante. Ele vai adorar estar consigo e sentir-se útil nesta tarefa.
Não precisa necessariamente de infantilizar a decoração do prato, pois mesmo ele não gostando de algum alimento como vai tocar-lhe e cheirá-lo, mais facilmente vai querer provar.

Crianças: Chefe Joana Byscaia explica-nos como tornar a comida uma diversão

Gostaria de envolver os pequenos na confeção dos alimentos. Contudo a cozinha pode ser um lugar perigoso para as crianças. Que cuidados devo ter?

A cozinha pode ser um lugar muito divertido mas é um lugar perigoso para crianças e adultos, no entanto as crianças não têm consciência disso.
Explique de uma forma rigorosa o que é permitido e o que é proibido.
Sugiro que em modo de brincadeira convide o seu filho um dia a conhecer na cozinha todos objetos perigosos, perguntando-lhe se ele sabe identificar quais são os utensílios e máquinas perigosas. Assim, ele vai esforçar-se por apreender.