Cataplana de peixes à algarvia

Descasque e corte uma cebola em rodelas; pique finamente dois dentes de alho e um raminho de salsa; limpe e corte um pimento verde em cubos; corte 100 g de presunto em tiras largas e 100 g de chouriço de carne em rodelas.

Tempere de sal grosso, 400 g de tamboril cortado aos cubos, 400 g de tintureira, 200 g de camarão.

Numa cataplana, coloque um pouco de azeite e depois a cebola em camada. Junte o pimento e dois tomates em cubos, forme uma camada com o presunto e o chouriço e coloque por cima o peixe.

Regue tudo com 2 dl de vinho branco e acrescente o alho e uma folha de louro. Por fim, disponha o camarão, tempere com sal e picante a gosto e feche a cataplana. Leve a lume brando por cerca de 20 minutos. Salpique com a salsa picada e sirva com batatas cozidas ou arroz branco.

(Fonte: Teleculinária)

Cataplana de peixes mistos à algarvia

Arroz de polvo malandrinho

A primeira coisa a fazer é cozer 1 kg de polvo. Deve, para isso, colocar o polvo limpo numa panela de pressão. Acrescentar água suficiente para o submergir e depois tapar a panela. Ligar o lume. Deixar cozer durante 15 minutos, contados a partir do pino da válvula ter começado a rodar. Se o polvo for de boa qualidade, estará cozido e suculento. Reservar.

Picar finamente uma cebola. Esmagar e picar dois dentes de alho. Pelar dois tomates maduros, retirar-lhes as sementes e cortá-los em pequenos pedaços. Picar grosseiramente 20 g de coentros. Cortar finíssimas fatias a um pimento. Cortar o polvo em bocados não muito pequenos. Coar e reservar a calda da cozedura do polvo (cerca de 1.125 l).

Com a bancada de trabalho limpa e os ingredientes todos alinhados: Aquecer 50 ml de azeite no tacho. Quando estiver bem quente, juntar uma folha de louro, meio piripiri e o alho esmagado. Segundos depois, adicionar uma cebola picada e deixar caramelizar até apresentar uma cor dourada. Juntar o tomate e deixar refogar em lume forte, até que comece a desfazer. Diminuir a potência do lume. Adicionar 380 g de arroz Carolino, mexer e deixar fritar durante alguns instantes. Juntar 1 l de calda da cozedura do polvo (reserve a restante). Mexer delicadamente para que os grãos de arroz não fiquem grudados. Temperar com sal e pimenta a gosto.

Deixar cozinhar em lume brando e lentamente, como o arroz gosta, sempre com o tacho tapado. A cozedura do arroz tem uma duração aproximada de 15 minutos, no entanto há que vigiar atentamente o processo, podendo até, dependendo da potência do lume, ser necessário acrescentar mais calda, para que fique no ponto de cozedura correto e cremoso.

Quando estiver cozido, acrescentar e misturar delicadamente o polvo. Retificar o tempero de sal e pimenta se necessário. Com o lume já desligado, adicionar os coentros picados e as tiras de pimento verde, envolvendo tudo delicadamente.

No momento de servir, decorar com coentros e tiras de pimento.

(Fonte: Blogue Cooked by Fred”)

Arroz de polvo malandrinho

Caldeirada de chocos

Escalde os chocos: Numa panela, coloque seis chocos médios, previamente limpos, adicione água até cobrir os moluscos e deixe levantar fervura. Escorra os chocos, corte em tiras e reserve. Reserve um pouco da água de cozer os chocos.

Num tacho, disponha por camadas: Uma cebola cortada às rodelas, dois a três dentes de alho picados, um pimento verde e um pimento vermelho, cortados às rodelas, o conteúdo de uma lata de tomate em pedaços, oito batatas médias descascadas e cortadas às rodelas e o choco. Tempere com sal, pimenta e colorau. Regue com um pouco da água dos chocos reservada, um fio generoso de azeite e um copo pequeno de vinho branco.

Coloque novamente por camadas sobrepostas de cada ingrediente.

Tempere novamente, adicione mais um pouco da água reservada, azeite e vinho branco.

Acrescente duas folhas de louro e uma malagueta seca pequena, aberta ao meio.

Leve o tacho ao lume e deixe levantar fervura. Tape o tacho e reduza o lume.

Deixe cozinhar cerca de 25-30 minutos. Quando terminar o tempo, verifique se as batatas estão cozidas e o choco deve ficar macio. Acrescente uma mão-cheia de amêijoas, previamente lavadas. Tape o tacho e deixe cozinhar mais alguns minutos, até que as amêijoas tenham aberto todas as conchas.

Sirva a caldeirada com salsa e coentros picados.

(Fonte: Blogue “Sabores da Minha Cozinha”)

caldeirada de chocos

Açorda de grão com bacalhau

Coza três postas pequenas de bacalhau e 100 g de grão-de-bico (previamente demolhado) em separado e reserve ambas as águas da cozedura. Se preferir grão de bico em lata, basta aquecê-lo na água onde cozeu o bacalhau.

Numa taça grande, envolva quatro dentes de alho e um molho de coentros, bem picados, meio pimento verde, cortado aos cubinhos, e três colheres de sopa de azeite. Acrescente a água da cozedura do bacalhau e retifique os temperos.

Junte o grão de bico e o bacalhau em lascas.

Por fim, junte ao preparado, fatias de um bom pão e sirva.

(Fonte: Livro “Saudáveis e à Portuguesa”)

Açorda de grão com bacalhau

Amêijoas à Bulhão Pato

Lave muito bem 1 kg de amêijoas, eliminando a areia que possa ter, e escorra-as.

Num tacho, leve ao lume 300 ml de azeite e seis dentes de alho esmagados com casca. Deixe os alhos alourarem uns minutos.

Adicione as amêijoas e deixe que elas abram as conchas, com o tacho tapado, durante uns minutos. Destape o tacho e adicione meio copo de vinho branco e piripiri a gosto.

Deixe o molho reduzir uns minutos. Agite o tacho e regue com o sumo de um limão grande.

Desligue o lume, pique um molhinho de coentros e adicione por cima.

Sirva as amêijoas com uns gomos de limão a gosto.

(Fonte: Blogue “Sabores da Minha Cozinha”)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.