Olha para o espelho e não gosta do que vê? Está insatisfeito com a forma do seu nariz? Tem dificuldades em respirar? A solução pode passar pela realização de uma rinoplastia. Saiba como obter uma face mais harmoniosa recorrendo a este procedimento cirúrgico. Damos-lhe todas as dicas para a realização desta cirurgia e para obter o nariz com que sempre sonhou. Parece um nome complicado mas a sua designação é simples.

A rinoplastia é a cirurgia que visa corrigir o nariz. Se pensa que é muito recente, fique a saber que a sua origem remonta a séculos antes do início da era cristã. «Na antiguidade, havia um código que determinava a amputação do nariz para determinados delitos. Era o chamado Código de Hamurabi», explica Biscaia Fraga, ex-diretor do Serviço de Cirurgia Plástica Maxilo-Facial do Hospital Central em Lisboa.

Existem dois tipos de intervenções que caracterizam a rinoplastia, a reconstrutiva e a estética. «A primeira é das mais antigas na cirurgia plástica e é realizada por questões tumorais ou traumáticas», esclarece o cirurgião plástico, diretor da Clínica Biscaia Fraga, em Lisboa. No entanto, hoje em dia, a grande maioria destas cirurgias é de natureza estética e está a aumentar o número de homens que recorrem a ela.

Tem sido, ao longo dos tempos, uma das cirurgias mais solicitadas, sobretudo por mulheres. A sua procura tem vindo aumentar, particularmente a partir dos 17 anos de idade, «aquela em que há uma estrutura mais próxima dos adultos e a partir da qual, se pode realizar uma rinoplastia», esclarece o especialista, habituado a lidar com pacientes muito insatisfeitos com o nariz que exibem.

Muito para além da estética

Eliminar bossas inestéticas é uma das razões que mais leva os pacientes a operar o nariz. Estreitar os orifícios nasais é outra das opções que esta intervenção permite. A ponta do nariz demasiado achatada ou afiada também pode ser objecto de retoque. «Quando se olha para a face, globalmente, o nariz tem repercussões excepcionais. Por exemplo, numa senhora, basta levantar um milímetro da sua ponta, para ficar mais jovem», refere Biscaia Fraga. Nos homens, também sucede, em muitos casos, o mesmo.

Por outro lado, «um nariz muito pronunciado marca bastante a personalidade e a identidade da pessoa (ainda que, à medida que a idade avança, o próprio caia)», acrescenta o especialista. Assim, é facilmente perceptível por que a procura da rinoplastia tem vindo a aumentar. São milhares as pessoas que não gostam de exibir um nariz inestético e que, segundo Biscaia Fraga, procuram uma imagem globalmente harmoniosa, estar na moda e sentirem-se mais jovens.

Resolver um problema que afeta a autoestima de milhões de pessoas em todo o mundo é o que leva muitos homens e mulheres, cada vez mais cedo, a procurar este tipo de intervenções. Acontece muito lá fora e também se tem vindo a registar em território nacional. «Tenho casos de jovens que apenas queriam uma correção mínima, o levantamento da ponta do nariz ou simplesmente endireitar a bossa dorsal», confessa o especialista.

Veja na página seguinte: Os segredos deste tipo de cirurgia

Os segredos deste tipo de cirurgia

A harmonia é a palavra de ordem deste tipo de cirurgia. Cada intervenção é um mundo. «A rinoplastia é a cirurgia que põe mais à prova a capacidade técnica, artística e científica do cirurgião», fundamenta Biscaia Fraga. Não só por se tratar de um «trabalho de mineiro», como lhe chama, mas por estar em causa um órgão funcional, que intervém na respiração, no sentido do olfacto e na ressonância da voz.

A forma como esta cirurgia é realizada deverá, assim, proporcionar um resultado harmonioso em termos estéticos, mas também manter a integridade funcional do nariz, para evitar problemas futuros. Biscaia Fraga refere até que «é comum os pacientes passarem a respirar e a dormir melhor após a cirurgia». Não é, por isso, de estranhar que, antes da intervenção propriamente dita, seja necessário uma preparação rigorosa.

«Em primeiro lugar, o médico tem de observar, com pormenor, aquilo que se passa dentro da boca da pessoa. Posteriormente, é realizado um estudo da face à escala real. Fazemos uma película do rosto e realiza-se um estudo céfalométrico, com a sua dimensão real», explica o cirurgião plástico. A realização deste procedimento cirúrgico obriga, como todos os outros, a cuidados posteriores especiais.

Para conhecer os que deve ter neste caso, clique aqui. Se não quiser recorrer a uma cirurgia deste tipo, pode recorrer a outras soluções. No caso de usar maquilhagem, uma vez que existem muitos homens que o fazem, pode recorrer a técnicas que lhe permitem esconder os defeitos do seu nariz. Em 2013, um grupo de cirurgiões plásticos conseguiu fazer crescer um no rosto de um jovem que ficou desfigurado, abrindo novas perspetivas para a recuperação de acidentes.

Texto: Cláudia Pinto