Os homens, apesar de mais tarde, tal como as mulheres, também envelhecem. E muitos começam a tomar consciên­cia de que os sinais de envelhecimento, embora inevitáveis, podem ser travados e minimizados. Não se deixe levar pela conversa de que os homens são como vinho do Porto porque até esta bebida alcoólica, se não for bem armazenada e preservada, também azeda. Veja o que fazer para contrariar essas marcas.

O problema dos papos

Localizam-me sob os olhos, mas são capazes de mudar a expressão de todo o rosto. Resultam de uma circulação sanguínea deficiente, que provoca a acumulação de líquidos e gordura sob a forma de papos. Podem surgir por fatores hereditários, stresse ou até algumas doenças crónicas. Os homens têm mais tendência a sofrer deste problema porque a sua pele é mais grossa, o que faz com que pese mais e, portanto, descaia com mais facilidade.

Em casa, para os evitar, deve hidratar o contorno dos olhos com fórmulas específicas à base de ativos vasoconstritores, que contraem os capilares, obrigando o sangue a fluir de forma mais célere. Para isso, coloque uma gota na ponta do dedo anelar e espalhe com pequenos toques, como se estivesse a tocar piano, contornando o olho, sobre o osso (sem fazer pressão), para ajudar a ativar circulação.

Em clínicas, para combater este problema, pode recorrer à radiofrequência. De acordo com a dermatologista Manuela Cochito, "este tratamento compacta a gordura [desde que não seja excessiva], retrai o excesso de pele e densifica os tecidos existentes". Isto resulta num contorno dos olhos mais firme e com menos papos. Este serviço tem um custo médio de cerca de 300 € por sessão (tratamento completo de uma área, neste caso o rosto).

As marcas das rugas

Aparecem quando a rede de suporte da pele, formada por fibras de colagénio e elastina, sobretudo, se debilita. Nos homens, as rugas mais visíveis são as que se formam entre as sobrancelhas (ruga de leão), que se devem ao hiperdinamismo dos músculos empregues na mímica facial. A hidratação é o requisito essencial para a pele preservar a sua juventude. De dia, opte por hidratantes vitaminados com proteção solar e antipoluição e, à noite, substitua-os por fórmulas mais nutritivas e regeneradoras, com retinol ou coenzima 10.

Está ainda proibido apanhar sol sem proteção. No que se refere a tratamentos estéticos, o Byonik é uma boa arma para contrariar as rugas. Este tratamento antienvelhecimento utiliza um equipamento de laser atérmico (frio) para fazer penetrar na pele um nanogel de ácido hialurónico. Consegue um alisamento visível das rugas e melhora a elasticidade da pele. Recomenda-se entre uma a quatro sessões, dependendo do estado da pele. O preço ronda os 125 € a 150 € por sessão.

O que fazer para combater as olheiras

Não são todas iguais. "As acastanhadas têm origem num excesso de pigmentação da área periocular e, normalmente, são hereditárias [e mais difíceis de tratar]. Já as azuladas ou avemelhadas resultam da fragilidade dos vasos sanguíneos, que produzem congestão vascular na área", explica o especialista em medicina estética António Boavida. Em casa, aplique diariamente uma fórmula específica anti-olheiras para o contorno de olhos.

Para além de ter uma textura refrescante, contém ingredientes que ajudam a drenar e activar a circulação sanguínea. Fora de casa, em clínica, pode recorrer à carboxiterapia, que consiste na infiltração terapêutica de gás carbónico, através de um equipamento específico, que ativa e aumenta a micro-oxigenação da zona a tratar. A taxa de sucesso em olheiras azuladas/arroxeadas pode chegar aos 40%. O preço ronda os 35 € a 45 € por sessão.

A insistência da papada

É comum a partir de determinada idade. Entre os 40 e os 50 anos, a pele começa a perder a elasticidade e, se os músculos do pescoço não forem suficientemente firmes, a pele descai, formando uma papada. Para além disso, a predisposição genética para a acumulação de gordura nesta parte do rosto também pode determinar o seu aparecimento. Muitas vezes, estão presentes ambos os fatores, nomeadamente o excesso de pele com flacidez e a acumulação de gordura.

Em casa, utilize produtos específicos para o pescoço com propriedades refirmantes e efeito lifting. Dica importante, aplique-os em movimentos ascendentes e/ou verticais (de dentro para fora). Em clínica, a radiofrequência é a melhor alternativa à cirurgia para corrigir a flacidez do pescoço, uma vez que melhora a firmeza e elasticidade da pele. Porém, se a papada resultar da acumulação de gordura, só a lipoaspiração cirúrgica é eficaz. O preço ronda os 300 € por sessão.

O imperativo de travar a falta de luminosidade da pele

Na maioria dos casos, a falta de brilho está associada a stress, poluição, má alimentação e excesso de radiação solar. Estes factores interferem directamente com o bom funcionamento da pele. Para além disso, a idade faz com que os capilares vão diminuindo, piorando o processo de mcirocirculação. Resultado? O oxigénio não chega bem às células e a tez vai ficando baça. O pior é que isto faz com que as linhas de expressão e as rugas se tornem mais vincadas.

Faça uma esfoliação uma vez por semana, para remover as células mortas da superfície da pele e acelerar a renovação celular. E prefira hidratantes com fórmulas que ajudem a pele a recuperar das agressões externas (como o sol, o tabaco e a poluição) e internas (como o défice de sono e o stresse). Confira nos rótulos expressões antifadiga, energizante, revitalizante, bonne-mine e por aí fora... Um bom truque revitalizante passa por lavar a cara com água fria.

Coloque, de seguida, o seu creme hidratante no frigorífico um pouco antes de o aplicar. Vai notar a diferença! Em clínica, o C Plus Energy é um tratamento energizante que ajuda a combater a fadiga cutânea e as suas consequências visíveis sobre a pele, graças a uma ação desintoxicante, ao mesmo tempo que protege da contaminação ambiental, das agressões climáticas, do cansaço e do stresse. O preço ronda, em média, os 80 € (60 minutos).

Como eliminar as manchas cutâneas

Regra real, são provocadas pelo sol e pela idade e dão ao rosto um aspeto envelhecido e pouco cuidado. Os homens de pele clara têm mais propensão a desenvolver manchas cutâneas. Um bom diagnóstico feito por um dermatologista dir-lhe-à a origem exacta das manchas, de forma a definir o tratamento mais adequado. A aplicação de preparados à base de substâncias despigmentantes, como a hidroquinona ou o ácido kójico.

Também pode ser feita como esfoliantes, como o ácido retinóico, que pode reverter as modificações cutâneas foto-induzidas. As fórmulas mais eficazes são as manipuladas directamente na fármácia, sob prescrição médica, adequadas ao seu caso. Peça conselho ao seu dermatologista. É essencial proteger a pele da radiação solar. Em clínica, o ressurfacing é, habitualmente, tido como uma boa opção.

De acordo com o dermatologista Rui Oliveira Soares, "consiste na destruição controlada das camadas superficiais da pele". Este processo acelera a renovação celular (a substituição das células à superfície) favorecendo o desaparecimento das manchas. Pode ser feito de forma mecânica (dermabrasão), química (peeling químico) ou através de laser ablativo. No que se refere a preços, o deste tratamento pode variar entre os 200 € e os 2.000 €.

As principais causas de flacidez

A principal causa da flacidez é a passagem do tempo, que faz com que os tecidos descaiam, associada a fatores genéticos e a hábitos de vida pouco saudáveis, nomeadamente uma alimentação desequilibrada, o excesso de sol e o tabaco. O segredo para a combater está em estimular as células a produzir mais colagénio e elastina, as fibras que dão estrutura e sustentação à pele. Em casa, privilegie o uso de cosméticos com efeito lifting (confira no rótulo).

Seguir uma alimentação rica em antioxidantes e praticar desporto de forma regular também ajuda a manter a firmeza da pele. Em clínica, a radiofrequência é a melhor alternativa à cirurgia para corrigir a flacidez. Estimula a produção de colagénio, conferindo mais firmeza aos tecidos e gerando um efeito semelhante ao lifting. O preço ronda, em média, 300 € por sessão.

A falta de cuidado dos lábios

O maior problema nesta zona do rosto são as rugas por cima do lábio superior, conhecidas como código de barras, que são mais acentuadas nos fumadores. Os gestos excessivos também contribuem para a formação destas rugas verticais, as mais difíceis de corrigir. Em casa, utilize hidratantes labiais muito nutritivos e com elevada proteção solar diariamente. Se tem tendência para ficar com os lábios muito secos e com peles soltas, faça uma exfoliação a cada sete ou 10 dias.

Fora de portas, pode recorrer a um tratamento Smartxide Dot para contrariar o problema. Este é um sistema laser de CO2 fraccionado capaz de agir em pontos separados da derme (camada intermédia da pele), de forma a estimular a produção de colagénio e o preenchimento das rugas, sem provocar a erosão à superfície da pele típica da técnica tradicional de resurfacing. O preço médio ronda os 750 €.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.