«Desculpem, rapazes, mas as barbas estão ultrapassadas», escreve David Yi, editor de moda e especialista em estilo e tendências do projeto editorial Mashable, num dos seus artigos mais recentes. A frase materializa aquilo que, em surdina, muitos bloguers, fashionistas e style advisers vêm vaticinando há já algum tempo mas, desta vez, está mesmo decretado oficialmente o fim da tendência do rosto coberto de pelos, iniciando uma nova era.

«Os homens estão agora a optar por um look mais leve e mais clean», assegura mesmo o especialista. «O que até há pouco tempo era visto como o derradeiro símbolo do cool e do estilo, começa agora a ser visto como antiquado e fora de moda», defende ainda David Yi. A generalização de visuais masculinos com barba e a proliferação de rostos cobertos de pelo é uma das causas do declínio.

«De repente, passou tudo a usar barba. Quando comecei, em 2011, há cerca de quatro anos, eramos uma minoria e, nessa altura, fazia sentido, porque eramos diferentes. Agora, já não», refere Pedro Pereira, coordenador de projeto. Seguindo a tendência, este lisboeta prepara-se agora para voltar à gilete e à máquina de barbear. «Talvez fique com o bigode. Não sei ainda», confessa.

De qualquer modo, apesar de achar que usar barba até o favorece fisicamente, já estava cansado de a usar. «Dá muito trabalho mantê-la», desabafa. O modelo, bloguer e escritor Joel Alexander, 27 anos, que ficou conhecido pela farfalhuda barba que chegou a exibir nos seus perfis nas redes sociais, já se antecipou e já cortou a dele. «Essa moda acabou», assegura o também influenciador digital.

Texto: Luis Batista Gonçalves

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.