Nos meses de verão, os cuidados com a pele são indispensáveis para que esta se mantenha saudável, longe dos perigos do sol e do calor. No entanto, existem problemas comuns que podem surgir nesta época e que suscitam, por vezes, algum grau de preocupação. Siga os nossos conselhos e saiba como agir no caso de apanhar um escaldão ou de situações de pitiríase versicolor, miliária rubra, fotodermatose ou dermatite berloque.

1. Escaldão

Trata-se de uma queimadura que resulta da exposição à radiação ultravioleta. Para o evitar, não se exponha ao sol entre as 11h00 e as 16h00, aplique protetor solar com um índice de proteção mínimo de 50 e use chapéu. Nos dias de maior calor, proteja também a cabeça e os ombros.

2. Pitiríase versicolor

Consiste no aparecimento de manchas brancas ou castanhas no tronco, no pescoço e/ou na raiz dos braços. São geradas por uma levedura da flora cutânea habitual. Para evitar este problema, não partilhe toalhas ou vestuário.

3. Miliária rubra

São pequenas bolhas numerosas e prurido associados à intensidade do calor e aumento do suor, comuns nas crianças. Tenha em atenção e refresque a pele com frequência. Beba também muita água para se hidratar.

4. Fotodermatose

Tratam-se de manchas vermelhas nas áreas que contataram com citrinos com bergamota e que vão escurecendo. Neste caso, evite expor-se ao sol após consumir alimentos ou bebidas com lima, muito comuns nesta altura.

5. Dermatite berloque

Consistem em manchas castanhas de contorno irregular na zona da cervical e da mandíbula, com uma forma semelhante a um brinco. Neste caso, não use perfume diretamente na pele quando se expuser ao sol.

Texto: Rita Miguel com Jorge Rozeira (dermatologista) e Pedro Ribeiro da Silva (médico de medicina geral e familiar)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.