Para a primavera/verão 2016, os Storytailors voltaram a inspirar-se em histórias tradicionais portuguesas e desenharam uma coleção, denominada 'Unbreakable', em que as silhuetas estão marcadas pelos elementos ar e água, pela porcelana e a azulejaria, pelo casamento entre arte e ciência, pela determinação e o vibe resistente, que vencem a tragédia e o fatalismo e que conduzem à descoberta e à conquista. No cenário do majestoso Four Seasons Hotel Ritz Lisboa, a coleção teve uma predominância dos brancos e azuis, reflexos molhados, motivos e símbolos delicados, materiais sólidos mas frágeis, corpos rígidos, opacos, mas com camadas de transparência na técnica de construção.

O primeiro dia de desfiles prosseguiu às 21h30 no Antigo Picadeiro do Colégio dos Nobres – Museu Nacional de História Natural e da Ciência, com a apresentação conjunta de Carla Pontes e da marca HIBU. Este desfile duplo realiza-se no âmbito do projeto Bloom, com o qual o Portugal Fashion revela e divulga o trabalho de jovens designers. Carla Pontes foi 2.ª qualificada no Concurso de Jovens Criadores do Portugal Fashion (30.ª edição do evento), ex aequo com outro concorrente. Integrou, em 2012, a equipa de Nuno Baltazar como designer júnior. Para além da participação na passerelle do Bloom, Carla Pontes representou o nosso país no International Fashion Showcase em Londres, em 2014 e 2015. A HIBU é uma inovadora marca portuguesa, cuja visão está suportada na convicção de que o género não é importante na conceção das peças. A marca transporta um estilo urbano, desportivo e dark para um cenário minimal e desconstrutivo. Desenvolvida em conjunto por Marta Gonçalves e Gonçalo Páscoa, a HIBU apresenta coleções ergonómicas e inovadoras. A marca combina a abordagem comercial e urbana de Marta Gonçalves com as linhas desportivas, sombrias e desconstruídas de Gonçalo Páscoa.

O primeiro dia de desfiles terminou com a sempre aguardada coleção de Alves/Gonçalves, também no Antigo Picadeiro do Colégio dos Nobres – Museu Nacional de História Natural e da Ciência, por volta das 23h. Para a estação quente, a dupla imaginou peças que contrariam o clássico em termos de construção, intercetando, justapondo, desnudando, criando ritmos e movimentos livres, numa silhueta sensual, longilínea, mas densa de detalhes. Destaca-se na nova coleção dos 'Manéis' um patchwork de tecidos estampados, outros com brilhos numa combinação rebelde, onde estes assumem uma feminilidade provocadora, ritmada pelos sons mais underground. Há também a contraposição das matérias, criando uma nudez semiescondida pela utilização de aberturas, que adivinham a liberdade do corpo, ou pela transparência dos materiais utilizados, sem esquecer um glamour próprio dos tecidos luxuosos empregues. A coleção privilegia os estampados em sedas naturais, quer crepes quer organizas, os paiettes e crepes de seda natural e os tecidos rendados.

Nos quatro dias, repartidos por Lisboa e Porto, o programa do 37.º Portugal Fashion Celebration primavera/verão 2016 inclui 22 desfiles na passerelle principal e dez na passerelle Bloom (novos talentos), com a participação de 19 criadores, seis jovens designers, três marcas de jovens designers, três escolas de moda, oito marcas de vestuário e seis marcas de calçado. É com estes números que se faz a celebração dos 20 anos do Portugal Fashion.

Veja o dossier da 37ª edição do Portugal Fashion aqui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.