A Pandora, especializada em joias de baixo custo - da qual é uma das maiores produtoras mundiais - agora usará apenas diamantes de laboratório, disse a empresa em comunicado.

São mais baratos e têm todas as características de um diamante natural, observou.

"Os diamantes não são apenas eternos, são para todos", destacou o chefe do grupo, Alexander Lacik. Esta escolha "é a prova do ambicioso programa que estamos a realizar para sermos mais sustentáveis", frisou.

A primeira coleção da Pandora a usar diamantes de laboratório, revelada esta terça-feira, será lançada primeiro no Reino Unido antes de ser lançada globalmente no próximo ano.

Fundada em 1982 em Copenhagan, a Pandora tornou-se numa multinacional com mais de 27.000 funcionários, metade deles na Tailândia, onde as suas joias são produzidas. O grupo vende 250.000 peças por dia.

Embora os diamantes estejam presentes apenas numa pequena parte das vendas da Pandora, a escolha faz parte de uma tendência das joalharias em oferecer mais garantias ao consumidor em relação ao respeito pelos direitos humanos e meio ambiente.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.