Há uma nova marca de cuidados capilares à venda em Portugal. Pioneiro na personalização de tratamentos para o cabelo desde 1963, Jean-François Lazartigue, um dos maiores cabeleireiros franceses, desenvolveu várias gamas de champôs, máscaras, cremes, séruns e ampolas à base de ingredientes naturais. À exceção de duas, todas elas são vegan e propõem-se a atacar alguns dos problemas que mais afetam o couro cabeludo.

Além de champôs sem silicone, sem sulfatos e sem óleos minerais, com 60% menos água e o dobro de ingredientes ativos, a J.F. Lazartigue aposta em produtos com uma grande percentagem de substâncias ativas para se diferenciar da concorrência. "Hoje, as nossas fórmulas têm 80% de ingredientes naturais. Até 2020, chegaremos aos 95%", promete a marca no folheto digital que está a utilizar para se promover em Portugal.

Além de uma gama para cabelo danificado e sensibilizado com queratina vegetal e sementes de tamarindo, há uma para cabelos pintados com óleo de camélia e ómega-6, uma para o cabelo seco e espesso com manteiga de karité e sementes de noz-macadâmia tostadas, uma para cabelo seco e fino com óleo de soja e uma outra para cabelo fino e liso, formulada com proteína de arroz, com aroma de toranja e íris.

Vinagre de fruta e espirulina são dois dos principais ingredientes ativos da gama que quem tem raízes oleosas e pontas secas deve comprar. As restantes linhas de produtos procuram combater o couro cabeludo oleoso ou muito oleoso, o couro cabeludo escamativo e o couro cabeludo sensível. Uma das mais procuradas é, no entanto, a gama capilar que contraria a queda de cabelo progressiva e a queda de cabelo reacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.