Nem os "coletes amarelos", mobilizados pelo 10º sábado consecutivo contra as políticas do governo francês, alteraram a estreia da marca histórica nas passerelles masculinas, apesar de a maioria dos desfiles deste sábado terem mudado de horário e localização, incluindo o da Dior, antecipado para sexta.

Propriedade do grupo de luxo francês LVMH, a Loewe apostou, no entanto, numa plateia de número reduzido, numa sala da sede da Unesco.

Até agora, a Loewe era uma das poucas marcas da Semana da moda que apresentava as suas coleções de forma estática, na sua sede parisiense. "Senti que tinha chegado o momento", disse o seu diretor artístico, Jonathan Anderson.

Veja os looks mais marcantes do desfile aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.