A estilista italiana Maria Grazia Chiuri afastou-se abertamente dos seus últimos desfiles, dominados por tons neutros e atmosferas sugestivas para lançar uma mensagem feminista que remetia, através das suas cores e imagens, à atual moda "Barbie", após o sucesso nos cinemas do filme de Greta Gerwig.

"Não é ela": o lema gigantesco, reproduzido em telas cor-de-rosa, alternava-se com imagens publicitárias de donas de casa da década de 1940.

Na passarelle, desfilavam vestidos de corte impecável, blusas brancas ou pretas, sedas azuladas, transparências pretas, casacos com estampados e um recorte recorrente: uma blusa, ou um vestido, assimétrico, deixando um ombro nu.

"Partimos da ideia do universo das bruxas, mas, sobretudo, dos estereótipos que as acompanham desde a nossa infância, ou das imagens estereotipadas das mulheres parisienses", destacou a estilista.

"São histórias que influenciam a forma como nos vemos" como mulheres, acrescentou.

Na plateia estavam estrelas como Charlize Theron, Jennifer Lawrence e Camille Cottin, a "influencer" Lena Situations e o ator Robert Pattinson.

Torre Eiffel evanescente

A instalação foi imaginada pela artista italiana Elena Bellantoni. A artista escolheu cerca de 300 imagens "sexistas" reproduzidas ao longo de décadas, até aos nossos dias.

Trata-se de "inverter os espelhos e mudar as regras", explicou a artista.

Com esta colaboração, disse Marie Grazia Chiuri, buscou-se dar um "olhar ativo e crítico" a estas representações da feminilidade.

Um dos principais estampados da coleção é a Torre Eiffel evanescente em casacos ou saias. A malha abraça o corpo sem apertá-lo. As gazes sugerem as formas, enquanto os casacos são retilíneos, quase masculinos.

Os calçados vão de coturnos a sapatos com atacadores que se enrolam nas pernas até ao joelho, lembrando os modelos clássicos da Antiguidade.

Preto e branco é a aposta da Dior para a próxima primavera/verão
Preto e branco é a aposta da Dior para a próxima primavera/verão
Ver artigo

Saint Laurent entre o deserto e o mármore

Anthony Vaccarello, diretor artístico da Saint Laurent, continua a mergulhar no imponente legado do fundador da marca, especialmente na sua reinterpretação do casaco saariano.

Desta vez, ele prestou homenagem às mulheres pioneiras da aviação, como a americana Amelia Earhart e a francesa Adrienne Bolland (a primeira a cruzar os Andes ao comando de um avião).

A mulher Saint Laurent usa casacos saarianos em linho ou algodão nas cores terra ou grená, com gorro de pele ajustado, cinto e luvas longas de aviador a combinar.

Os casacos safári têm bolsos dianteiros 'oversized', assim como os brincos em metal.

Destaque ainda para os saltos altos, os vestidos de seda esvoaçantes e os tops transparentes sem mangas.

A coleção "define-se pela sua simplicidade e um regresso aos fundamentos" da casa e uma "silhueta mais folgada do que nas temporadas passadas", explicou Vaccarello no seu comunicado de imprensa.

Tudo isso aos pés da Torre Eiffel, num cenário imitando mármore, que lembrava um pavilhão do arquiteto Mies van der Rohe.

A roupa como bijuteria

O casal de estilistas Victoria&Tomas decidiu, para a próxima temporada primavera/verão, que as roupas devem ser tratadas como bijuterias, bordando joias, broches e correntes diretamente na roupa feminina.

A mulher deve ser capaz de "colocar e tirar roupas, para que um vestido possa ser (transformado em) dois, ou três", explicou Victoria Feldman à imprensa após o desfile.

Os vestidos são amplos e com cortes transversais ao longo dos braços, ou das pernas. Broches e fechos zíper enlaçam a roupa na altura do peito, ou do antebraço. Blusas e calças podem, assim, ser transformadas numa peça mais curta.

A marca usa uma paleta de cores suaves, nada estridentes, do branco resplandescente, durante o dia, ao preto azeviche, para sair à noite.

Recusam a roupa de escritório e as riscas ultrafinas e inserem correntes na altura dos punhos e do peito. E há cobras bordadas.

"É um sinal de fertilidade, de proteção de algo positivo. Por isso, colocamos um pouco dela em todos os lugares", explicou à AFP Victoria, que foi mãe pela segunda vez há dois meses.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.