Todas as mulheres querem ter um bom par de calças de ganga, mas quem já passou por essa escolha sabe o martírio que costuma ser, até encontrar as calças certas.

You Nguyen, head of brand denim da C&A, explicou-nos em exclusivo que em primeiro lugar as mulheres preocupam-se com a forma como as calças assentam no rabo: quem não tem a imagem de uma mulher num provador de costas a verificar como fica o seu rabo nos jeans?

O segundo ponto que causa confusão nas mulheres é o tamanho das calças... You conta que as mulheres devem esquecer o tamanho e a idade na hora de comprar calças e focar-se no formato do corpo. "Há o estigma de querer sempre caber num tamanho mais pequeno, que por vezes nem favorece o corpo, pois fica demasiado justo. É importante saber olhar para si e perceber que por vezes um tamanho maior vai fazer o seu corpo mais bonito", remata.

Que tipo de corpo tenho, já se perguntou? Isso é essencial para perceber que estilo de calças vão assentar melhor. Por exemplo: quem tem mais anca deve usar calças à boca de sino, quem tem pernas finas deve usar skinny jeans ou estilo boyfriend. "Na maioria das vezes as mulheres não sabem o seu tamanho porque vai variando de marca para marca, já que algumas têm formas maiores e outras mais pequenas. Estas coisas confundem as mulheres... mas não só! Na C&A temos esta preocupação porque sabemos através dos nossos estudos que as mulheres têm dificuldade em encontrar calças que fiquem bem com o seu formato de corpo. Umas skinny jeans para uma mulher sem curvas devem ser diferentes de umas skinny jeans para uma mulher curvilínea. As duas têm direito a ter o modelo certo para si e foi a pensar nisso que desenvolvemos o ‘fit 1‘ e o ‘fit 2’. O ‘fit 1’ adequa-se a mulheres com mais curvas e o ‘fit 2’ a mulheres mais retas", contou-nos o especialista.

Para perceber se é curvilínea ou não há que entender 3 pontos do seu corpo: a cintura natural (que não fica no umbigo, como muitas mulheres pensam e sim onde o corpo dobra), a parte de cima da anca e a parte de baixo da anca. Quanto maior for a diferença entre os números, mais curvilínea é a mulher. Quanto menor a diferença mais direita é... Muito simples!

Em último lugar mas não menos importante há que também pensar no seu estilo e no que costuma vestir, pensar nas combinações que pode fazer com as suas jeans, para perceber qual o modelo que mais se adequa a si. E fundamentalmente: "estar confiante consigo mesma e aprender a vestir-se tal como é, e não a camuflar-se e tentar ser outro tipo de corpo, quando na verdade não é. Está na altura das mulheres terem orgulho nos seus corpos e da roupa se adequar a vários formatos", acrescentou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.