Não gosta do seu nariz? Gostava de exibir um perfil diferente? Hoje, a cirurgia estática já tem à sua disposição várias soluções que garantem resultados surpreendentes. A rinoplastia, uma das operações plásticas mais procuradas em todo o mundo, é uma intervenção pode ser realizada de duas formas, no que diz respeito ao tipo de anestesia utilizada. O especialista Biscaia Fraga, cirurgião plástico, aconselha o mais adequado a cada caso:

- Anestesia loco-regional em regime ambulatório

A ponta nasal consegue reconstruir-se totalmente com este tipo de anestesia e o paciente não necessita de ficar internado.

- Anestesia geral

Se a intervenção for realizada ao nível da estrutura óssea, da cartilagem e de todas as componentes do nariz, é preferível recorrer-se à anestesia geral. «Neste caso ou há internamento durante 24 horas ou o paciente sai depois do recobro (cinco a seis horas depois)».

Já no que diz respeito à técnica usada, a rinoplastia pode realizar-se por via fechada (a partir do interior das fossas nasais, através de pequenas incisões na mucosa) ou por via aberta (através de uma pequena incisão na base do nariz). Através da chamada rinoplastia fechada, a mais usada por Biscaia Fraga, a cicactriz não é visível. «Ninguém consegue vê-la porque é feita por dentro do nariz, a mais de um centímetro».

Nariz interdito

Nem todas as pessoas podem, no entanto, realizar uma rinoplastia. Há a destacar algumas contraindicações formais a este tipo de cirurgia:

- Um consumidor de cocaína por via nasal tem problemas graves, em termos de hemorragia, no pós-operatório. A própria cirurgia é muito dificultada porque a mucosa rompe-se com facilidade.

- Os hemofílicos têm de proceder a cuidados especiais, tal como pessoas com certos tipos de alergias.

- É conveniente que o especialista tenha conhecimento das doenças que o paciente tem. «É preferível assistirmos a indivíduos com doença devidamente conhecida e tratada do que pessoas aparentemente saudáveis e que podem vir a ter algum tipo de problemas», defende Biscaia Fraga.

- A realização deste procedimento cirúrgico obriga, como todos os outros, a cuidados posteriores especiais. Para saber quais são aqueles que deve ter neste caso, clique aqui.

Texto: Cláudia Pinto

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.