Desde muito cedo que o perfecionismo é um ponto-chave na beleza feminina, e também masculina, e é por isso, que antigamente existiam rituais um pouco estranhos e que incluíam algumas deformações no corpo.

Se ficou curioso, dê uma vista de olhos nestes rituais e surpreenda-se!

Dentes pretos

Pode parecer muito estranho, mas no século XVIII quem tinha muito dinheiro pintava os dentes de preto, de modo a provar que o seu dinheiro conseguia comprar todo o açúcar que eles quisessem. Os dentes pretos representavam o excesso que o açúcar provoca neles.

Pés de lótus

Este ritual surgiu no século X por iniciativa do imperador Li Yu, que pediu à sua bailarina que amarrasse os pés em forma de lua para dançar em pontas. O resultado foi tão impressionante, que a maior parte das bailarinas começou a fazer o mesmo para chamar a atenção do imperador, a partir daqui todas as mulheres começaram a incluir este ritual na sua vida de forma a este atingir o seu auge no seculo XIX.

Urina

Antigamente a urina era considerada como um branqueador excelente para os dentes e por isso, começaram a fabricar-se pastas de dentes e elixires compostos por este líquido até ao seculo XVIII.

Autocolantes

Usados na antiguidade para tapar manchas ou cicatrizes, estas pintas de várias formas eram recortadas em tecidos e usadas na pele. Foi durante o século XVIII, que se tornaram símbolos de riqueza e um toque perfeito para completar a maquilhagem das mulheres.

Costelas finas

Nem todas as mulheres tem a “sorte” de ter uma cintura fina, mas quem a tinha despertava um interesse ainda maior nos homens. Foi por este motivo que algumas mulheres começaram a tirar as suas costelas para obter este efeito de uma forma mais prolongada.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.