É verdade que os saltos altos deixam qualquer mulher mais elegante. Uma das principais razões é que em segundos as torna uns centímetros mais altas, o que instantaneamente lhes confere mais confiança. Adorados desde sempre são uma paixão que começa muitas vezes na adolescência e que se mantem ao longo da vida. Têm o poder de tornar qualquer look mais feminino, mas por colocarem os pés numa posição em que não estão habituados nem sempre é fácil aguentá-los. Por isso deve ter sempre em atenção as suas escolhas.

Escolher o tamanho certo
É importante que, quando for comprar uns saltos, o sapato esteja à medida. Tente andar na loja o máximo de tempo possível e analise se o sapato é realmente confortável, se não aperta ou aleija em algum lado. Hoje em dia muitas marcas já apresentam meios números o que é uma excelente opção para quem tem ligeiras diferenças entre um pé e outro. Se não tiver a certeza não compre e prefira experimentar os sapatos quando os pés estiverem mais inchados, que normalmente acontece ao final do dia.

Saltos com uma base arredondada e não pontiaguda
Os sapatos com base redonda deixam o pé mais à vontade, por isso não é aconselhado usar os pontiagudos que, por serem afunilados, acabam por apertar os dedos causando desconforto.

Saltos mais grossos
Evite os saltos finos como os dos stilettos porque para se equilibrar nestes saltos o esforço é maior logo, também existe maior probabilidade de sentir dor. Para o dia a dia prefira uns saltos mais largos que vão proporcionar mais equilíbrio e maior estabilidade. Deixe os saltos finos para aquelas alturas mais especiais.

Sapatos compensados
Além de proporcionar uns centímetros extra sem prejudicar o pé, a distância entre este e o solo funciona como um ‘para-choques’. Tenha apenas atenção ao peso do sapato, porque se forem muito pesados tornar-se-á desagradável.

Sapatos de pele ou camurça
Como são peles mais macias e maleáveis facilmente se vão moldar pé. Não obstante, este material permite o pé respirar.

Palmilhas de silicone
Ajudam a aliviar a dor da pressão exercida no pé. Deste modo não estará em constante esforço. Existem inúmeras possibilidades, sendo que o ideal é perceber em que zona mais necessita da palmilha. É um aliado a ter em conta.

Habituar o sapato ao pé
Inicialmente o sapato pode ser desconfortável porque ainda não está ajustado à fisionomia do seu pé. É importante deixar o sapato moldar-se para que este se adapte e proporcione maior conforto. Por isso já sabe, nunca use os sapatos apenas no próprio dia.

Usar sapatos mais fechados
Quanto mais fechados ou subidos mais confortáveis serão os sapatos. Um bom exemplo são os botins de salto alto que para além de serem versáteis não pressionam tanto os pés.

Não ficar de pé a noite toda
Sentar-se ao longo da noite vai ajudar a aliviar a pressão. Pode também descalçar-se e alongar os tornozelos e dedos dos pés.

Manter uma boa postura ao andar
Este pequeno gesto pode evitar dores futuras tanto nos tornozelos como na coluna. Além disso torna a mulher mais esbelta e, consequentemente, mais bonita.

Sapatos de conforto
São sempre uma boa opção. Por serem exatamente pensados para serem cómodos e adaptáveis aos pés. Têm por norma uma sola interior almofadada, uma sola exterior resistente e costumam ser redondos na frente. São excelentes para quem trabalha muitas horas em pé.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.